Publicado por: Larissa Vilarinho em 19.06.2017

http://www.gomezgallery.org/albums/userpics/10036/kari.png
Kari Perkins, responsável pelo figurino de Selena Gomez para o videoclipe de ‘Bad Liar’, em entrevista á Billboard, comentou sobre o clipe, o figurino e como foi trabalhar com a cantora. Confira:

Como você se envolveu?

Jesse queria um olhar realmente realista para os figurinos – várias de suas fotos de referência era do show dos anos 70, “Dazed & Confused”, e como trabalhei em “Dazed % Confused”, eles chegaram a mim cerca de uma semana antes de começarem as filmagens. Eu estava disponível, e tudo funcionou. 

Foi estressante?

Estou acostumada a ter uma breve notificação, e eu sabia que já tinha excelentes peças [no meu inventário pessoal]. Eu costumava fazer videoclipes há muito tempo, mas tinha um tempo que não fazia, então foi divertido. Eles o trataram como um mini-filme – os belos conjuntos, como ficou iluminado, a qualidade cinematográfica -, mas a maior diferença é que foi tudo muito mais rápido. Demorou dois dias para filmar, estão tivemos o tempo muito limitado para obter as ideias e imagens. Trabalhamos muito rápido. Eu não estou acostumada a trabalhar em um ritmo tão rápido, então foi como: Ok, vamos, vamos!

De onde você tirou as roupas? Você teve flashbacks da época de Dazed & Confused?

Isso aconteceu há 20 anos, então não há relógios, mas fiz alguns filmes desde então, como [a comédia de 2016] Everybody Wants Some!, que teve o mesmo tipo de vibração. Eu tenho um estoque grande de roupa dos anos 70, roupas ds anos 80 que colecionei ao longo dos anos. Aluguei algumas peças em lojas locais e também fiz algumas, como a roupa da equipe de basquete. Criamos as camisas dos lobos para a equipe. Foi divertido.

Como você encontrou os figurinos para Selena Gomez?

Jesse vieo com o conceito da história [dos personagens]. Para a personagem principal de Selena, queríamos faze-la uma garota legal, mas doce, que realmente não se encaixava. Para a mãe, queríamos algo mais extremo – queria que ela fosse mais montada, mais de uma mulher mundana. Para a professora e ginástica – Farrah Fawcett foi nossa inspiração para a personagem. Ela era tão icônica e tão bonita na época. Todos queriam ser como ela.

E, finalmente, para a figura masculina, isso foi tão divertido. Especialmente para encontrar algo que coubesse na Selena, porque ela é tão pequena. Nós rimos muito [toda vez que Selena estava em uma roupa masculina] – era apenas um personagem, mas não conseguíamos parar de rir. 

Qual foi o personagem mais fácil de arrumar? E o mais difícil?

Todos eram fáceis – era a mágica do cinema. Nós tentamos algumas coisas, e nós soubemos quais eram. Selena apenas entrou tão facilmente nos personagens, e estava ótimo. A parte mais difícil foi alterar os fatos adequados – que foi mais desafiador. Eu trouxe algumas escolhas de cores diferentes e todas aquelas eram vintage. Eu fui com o que pensei que funcionava melhor. 

Havia alguma coisa que você quisesse ficar longe?

Eu queria criar um visual muito realista, como o que as pessoas realmente usavam nos anos 70. Eu queria ficar longe de um olhar superado ou realmente campy. Muitas vezes, quando as pessoas pensam nos anos 70, eles simplesmente saem com grandes fundos de sino, [como um] visual de fantasia. Jesse e eu queríamos uma aparência real, e acho que conseguimos. 

Como foi trabalhar com Selena Gomez?

Selena era verdadeiramente incrível com o trabalho. Ela é um ser humano adorável. Ela estava tão focada, e é muito boa sobre sobre diferentes personagens e assumindo a personalidade deles. Ela é realmente talentosa. Tivemos um ótimo momento com o vídeo.

Havia alguma conexão entre o outro projeto de Selena Gomez, ’13 Reasons Why’ e ‘Bad Liar’?

Eu não fiz parte do outro projeto, então, se houvesse, provavelmente foi feito muito sutilmente com sua gerência e gravadora, e com o diretor. Seria legal se fosse. 

Qual foi seu look favorito? E o de Selena Gomez?

Meu favorito é a mãe. Adoro a aparência dos anos 70, e ela está vestida para jantar, com os cabelos bem feitos. Aquele foi o que se destacou para mim, mas todos eram tão incríveis. Seu favorito – eu não sei. Ela provavelmente gostou de todos, ela estava em cada personagem.

E a última cena? O vestido era vintage?

Isso também era verdadeiro, e isso era da minha coleção. O conjunto do quarto começou como improviso e se transformou em uma cena de dança realmente grande, com ela girando. Tão brilhante.

Foi um esforço colaborativo?  

Todos trabalharam juntos muito de perto. Jesse tinha ideias claras sobre o que ele queria, e ele foi capaz de apresentar essas idéias, então estávamos todos na mesma página. Era um grupo muito coeso. Foi uma experiência maravilhosa.

Fonte – Billboard