Rolling Stone: Selena Gomez supera sua dor no resiliente e otimista “Rare”

Postagem por: Alanna Libdy
11.01.2020
Categorias: Notícias

A renomada revista Rolling Stone fez sua crítica ao terceiro álbum de Selena Gomez, citando músicas como “Kinda Crazy” e “Fun”, colocando-as como destaques no “Rare”. O álbum recebeu classificação 4/5 estrelas, correspondente à uma nota “80” no metacritic. Confira a matéria completa a seguir:

Selena Gomez nos disse que iria aprender a cuidar melhor de si mesma no Revival, em 2015. Em Rare, ela coloca essa promessa em ação.

Seu terceiro álbum solo é um ato de crueldade divina: Gomez afasta as toxinas que a pesam para baixo e respira um monte de energia pós-Lizzo “dane-se você, eu me amo”.
Felizmente, Gomez lançou sua energia mais triste antes de lançar o álbum completo. “Lose You To Love Me” é a única doce balada em toda a sua rotina de cuidados pessoais ultimamente, e sua reconciliação com o coração partido, a dor e os hábitos ruins são manifestados nos mais dançantes, dominados por guitarra, hits de meio tempo. A faixa título abre o álbum com Gomez celebrando sua própria singularidade, notando que ela merece alguém que reconheça ela, também. A música segue delicadamente, sua ofegante assinatura carregada trás à sua mensagem um pouco da vulnerabilidade necessária. Apropriadamente, “Vulnerable” segue muito da mesma forma: ela promete à um parceiro que ela está pronta para revelar seus demônios, segredos e fraquezas, prometendo permanecer assim enquanto eles conseguirem lidar com isso.
Por quão dolorosos os últimos anos de Gomez foram, de forma pública e privada – o agravamento das lutas com o lúpus, um transplante de rim, estadias em centros de tratamento de saúde mental, e términos de altamente comentados – Rare é chocantemente, e lindamente, otimista. Ela quer “Dance Again” (dançar novamente), dando uma festa para o seu eu recentemente iluminado que está pronto para deixar o amor entrar. Ela felizmente concluiu que a bagagem não significa que ela é incapaz de aceitar o amor e a sensualidade. Nos pontos altos do álbum “Kinda Crazy” e “Fun,” ela permite a si mesma experimentar um pouco de perigo. No fim é um dos melhores momentos de Rare: Gomez convida um pouco de perigo para a sua vida apenas porque ela quer e se sente forte o suficiente para lidar com isso. “Você me deixa mais alta que a minha medicação,” ela canta no segundo refrão, uma linha atrevida em uma canção funky. Ela pode ter um pouco de diversão, como um presente.
O álbum encerra com “A Sweeter Place,” auxiliada por Kid Cudi, convida os ouvintes para a sua vida nos últimos anos afastada do centro das atenções. Ela levou algum tempo, “vivendo fora de cena/ em estado selvagem.” É um lindo, melódico, e mais impressionante momento de esperança. Gomez volta à vida publica com graça e clareza, duas descobertas muito raras.

Tradução e Adaptação: Equipe Selena Gomez Brasil

Nome: Selena Gomez Brasil (SGBR)
Desde: 21 de Setembro de 2008
Webmiss: Érika Barros
Co-webmaster: Samuel Rodrigues
Design & programação: Dieux Design & Luana Machado
Entre em contato com nosso site