Postagem por: Lívia Bastos
30.01.2018

ellebyselenaforlovemag

Para este ano, a revista americana LOVE fez edições especiais para celebrar as “Mulheres e Meninas de 2018” onde as celebridades escolhidas são entrevistadas por outras mulheres que as conhecem. A escolhida para entrevistar uma das celebridades das capas, a atriz americana Elle Fanning, foi Selena Gomez com quem contracenou no filme “Um Dia Chuvoso em Nova Iorque” – no qual poderá não ser lançado. Sem mais delongas, confira a entrevista abaixo:

Selena Gomez entrevista Elle Fanning para LOVE19

Love juntou-se a uma conversa telefônica de uma costa à outra entre as jovens atrizes Elle Fanning (ligando do apartamento da irmã Dakota em NYC) e Selena Gomez (bebendo café em casa em LA) que se encontraram no set do novo filme de Woody Allen, Um Dia Chuvoso em Nova Iorque.

Cair de paraquedas numa conversa entre Elle Fanning e Selena Gomez é como entrar num filme de sessão da tarde: barulhento, cheio de risadas e com um diálogo rápido. Enquanto eu entro um pouco depois das duas jovens – que se tornaram não apenas colegas de trabalho, mas amigas íntimas, um bando – eu passei os primeiros dois minutos catando migalhas de assuntos: o processo torturante de audição; as mulheres fortes ao seu redor das quais elas dependem; experiências de paralisia ao entrar num espaço com gente muito, muito famosa: ‘Eu lembro que isso aconteceu quando eu fui ao Met Ball’, brinca Fanning, ‘e eu não sabia pra onde olhar’. Apesar de conhecerem Los Angeles de cabo a rabo, elas ainda não tinh sido apresentadas formalmente até setembro do ano passado num teste para o projeto de um filme no qual trabalhariam juntas, “Um dia Chuvoso em NY”, de Woody Allen. “Foi no trailer de maquiagem, no primeiro dia”, lembra Fanning. “Eu entrei e a Selena estava fazendo cachos nos cabelos, que eram castanhos na época, e ela estava ouvindo Dolly Parton. Ela pulou imediatamente e me deu abraço. Um sorriso imenso. Foi tudo como eu imaginei que seria, conhecer alguém que eu queria muito, o que eu consegui”, elas trocaram os números de  telefone e Fanning logo descobriria que Selena se tornaria alguém muito mais importante do que uma simples colega de trabalho. Ela revelou o glamour do Billboard Women in Music Awards em dezembro, onde ela apresentou Gomez como Mulher do Ano: “Foi o começo de uma amizade sincera; alguém que vou apoiar para sempre. Um ombro para chorar e também uma ótima parceira de dança”.

Ouvir Gomez entrevistar Fanning por mais de uma hora com inteligência e bom humor, mostrou a genuinidade e valor das duas. Elas têm uma união que é esquecida no mundo – tanto dentro quanto fora da indústria – e têm isso em um fluxo tremendo, e elas são ambas apaixonadas por usarem seus perfis, talentos e oportunidades para pregar aceitação, mudança e responsabilidade. Gomez, em particular, fica muito emocionada a falar. Talvez seja a diferença no horário e a cafeína no sangue. Mas é mais provável, no entanto, que ela realmente se comprometa com esse relacionamento que claramente significa tanto. Ouvimos muito sobre como a indústria envenena as jovens mulheres, e homens, uns contra os outros numa batalha para agarrar (e construir) a estrela mais brilhante; ouvir duas mulheres ignorarem esse barulho e permitirem-se respeito mútuo é algo realmente muito raro é precioso.

Selena Gomez: Elle, quando conversávamos antes, nós sempre falamos sobre as mulheres que nos inspiraram ao longo do caminho, as mulheres que nos moldaram…

Elle Fanning: Eu sei – nós estamos sempre tendo as conversas mais intensas em lugares tão aleatórios! Eu sinto que devo muito para aquelas que estiveram ao meu redor enquanto eu cresci. Eu tive tantas mulheres fortes na minha vida. Minha avó, Mary Jane, é uma pessoa que sempre esteve lá quando eu precisava de alguém. Eu realmente detesto audições, por exemplo, nunca esquecerei de uma audição quando tinha 12 anos. Eu simplesmente não estava me divertindo – na verdade, eu desmaiei. Minha avó me levou ao Burger King para fazer eu me sentir melhor, invés de me repreender por ter estragado. Um simples ato de bondade permaneceu comigo.

SG: Elle, a pressão já chegou em você nessas situações?

EF: Eu me pressionei, e eu sou perfeccionista e quero fazer isso certo, imediatamente. As audições pra mim são tão bizarras porque leva um tempo para você encontrar esse personagem para sair perfeito, e a pressão é que você precisa ser esse personagem imediatamente. E eu não conheço esse tipo de truque para isso. Normalmente – embora não com o Woody – o que você pede para fazer pode ser bastante intenso, emocionalmente; você tem que entregar todo esse sentimento para pessoas que acabou de conhecer. Você diz: “Olá!” e então você começa a chorar. Tipo, é um pouco estranho.

SG: Você pode falar sobre um papel que você acha que concedeu a si mesma que se viu, ou o seu talento, em uma luz diferente? Adorei o que você fez com o diretor  Nicholas Winding Refn em The Neon Demon…

EF: Eu sinto que tive alguns momentos e alguns filmes onde eu quebrei uma barreira pra mim. Momentos quando as pessoas começaram a me reconhecer ao invés de reconhecer Dakota Fanning! Quando eu peguei o roteiro de The Neon Demon, eu me encontrei com o Nicholas e depois da reunião eu decidi que queria fazê-lo. Mas então você começa a pensar um pouco mais, e foi tão selvagem e muito diferente de qualquer coisa que eu fiz anteriormente. Eu estava animada, mas nervosa. Eu tinha apenas 16 anos na época, então sabia que, se eu assumisse essa parte, eu mudaria. E eu acho que mudei, de uma boa maneira. Foi um filme tão divisivo, no entanto; as pessoas adoraram ou odiaram, e nós experimentamos o ódio de uma forma diferente em Cannes – eles eram tão vocais sobre isso. Nicholas me ensinou a permanecer bem, mesmo as pessoas odiando algo. Ele estava muito obcecado com as pessoas de opiniões fortes. Ele me ensinou que você não quer se envolver em filmes onde as pessoas são tipo “Ah, estava bom.” Você quer um impacto, bom ou ruim.

SG: Isso é tão legal, e você teve essa chance quando tinha 16 anos e se deparou com essas escolhas. Você tomou uma decisão corajosa de fazer algo inesperado. Isso mostra que você vai ser uma pessoa que arrisca, e eu me refiro à você sendo alguém onde está e questionando seu lugar em tudo isso.

SG: Esse é um lado de ser mulher que é agradável. Eu acho que está OK dizer que nós gostamos de brincar de se vestir e habitar na vida de outra pessoa. É tão legal ser outra pessoa um pouco. É emocionante.

EF: A escolha das roupas, trabalhando com o departamento de figurino, também é uma parte muito frutífera em todo o processo também.

SG: Elle, eu quero saber: você tem um plano? Você está buscando certos papéis?

EF: Bem, eu não estou interessada em atuar “a namorada de…” ou “a esposa de…” em um filme, sabe? Apenas como uma personagem líder heroica. Não são muitas mulheres que realmente querem fazer esses papéis hoje em dia. Eu quero personagens femininas fortes que estão fazendo as coisas acontecerem. Mas tendo apenas 19, não há muitas partes para mulheres jovens que são tão centrais, mantendo o filme todo. Para mim, se trata de procurar o meu próprio material e trazer para as pessoas com as quais posso trabalhar. É algo que eu estou começando a fazer, alguns projetos, livros que eu gosto, mas é preciso fazer isso nós mesmos. Olhe para alguém como Margot Robbie e o filme I, Tonya; eu a respeito tanto por ela ter produzido esse filme e ela fez isso acontecer. Ela é incrível.

SG: Sinto que hoje as mulheres se sentem mais confortáveis ao fazer isso, que tem a crença de que você pode ir e encontrar esses projetos e as pessoas os apoiarão. Sempre houve personagens femininas, claro, mas agora queremos que suas histórias sejam ouvidas, e ouvir que você está indo ativamente e buscando esse tipo de coisa para produzir é brilhante. É bom saber que é uma faixa para isso.

EF: Digo, eu sinto que andei procurando por essas coisas por anos, mas só estou conseguindo fazer algo sobre isso agora.

SG: Totalmente. Você pode me falar sobre pessoas com quem você trabalhou e que realmente fizeram impacto em você?

EF: Nossa. Quero dizer, eu trabalhei com tantos bons atores e diretores. Mas quando conheci Nicole [Kidman], era alguém que eu sempre admirei. Então eu fiz dois filmes com ela, um após o outro, então eu a conheci um pouco melhor. Eu cheguei a testemunhar sua graça e também a maneira como ela desenvolve o seu personagem. Ela sempre foi uma das minhas modelos e eu adoro ela. Ela assumiu esse papel muito maternal pra mim – ela me levou sob suas asas e me deu um ótimo conselho, o que foi interessante, porque quando as pessoas lhe dão conselhos nesta indústria, geralmente não é específico. As pessoas não sentam com você e falam “OK, eu vou te contar tudo o que você precisa saber.” Isso nunca acontece! Quando as pessoas me perguntam “Você aprendeu alguma coisa de alguém?”, eu digo que teria observado alguém, mas não é como se eles se sentassem comigo e contassem os segredos de Hollywood! Nicole era mais direta e uma grande professora de certa forma.
SG: Exatamente, digo, se alguém tiver o manual de Hollywood, por favor, eles podem passar por nosso caminho? Eu adoraria ter um. Você aprende por experiência assim como todas as mulheres e homens. E eu concordo com você, Elle, sobre isso: a experiência é fundamental. Me lembro de trabalhar com Ethan Hawke uma vez – não que eu tivesse animada com esse filme, mas foi um onde aprendi muito com ele. Eu recebo muito essa pergunta, sobre ter conselhos.

SG: Foi assim e isso raramente acontece. Atuar como um processo é um pouco estranho e surreal e dá trabalho, não é como ir a um bar, mas as vezes você se identifica com alguém. Mas para mim são os momentos em que você não está no set – e foi assim comigo e com a Elle. Os momentos em que você baixa a guarda um pouco, está relação, não num lugar onde outra pessoa está te julgando; foi muito legal. Você tem que conquistar a confiança das pessoas e você tem que trabalhar com isso. Mas com a Elle foi muito claro que a gente tinha algo e eu me senti segura pra simplesmente sentar e dizer tudo o que estava pensando no momento. Eu gosto de pensar que temos idades muito próximas; Nós tivemos tanta conexão, o que passamos e o que superamos. Eu acho que senti como se tivéssemos visto a vida de uma forma que outros não viram. E eu pude passar um tempo com alguns amigos dela, com quem ela cresceu, e ela conheceu alguns amigos meus. Eu fico muito sensível quando converso com a Elle sobre isso.

EF: Ah, eu também. Selena, você é tão sincera e confiável, é tão especial. Você quer ouvir as pessoas. Digo, todos nós conhecemos pessoas que sentam e dizem que estão ouvindo, mas eles só ficam balançando a cabeça nos momentos certos. Selena esta realmente lá com você, fazendo perguntas. Você é tão boa com isso, Selena. Você só quer ouvir o que todos têm a dizer. Isso é raro.

SG: O mais triste na nossa indústria é que muitas boas intenções ficam na metade caminho. O clichê do “vamos almoçar” ou “vamos marcar algo”, e eu não culpo ninguém por isso – a vida acontece o tempo todo, não só na indústria. Mas as vezes eu sei que eu tive uma conversa boa com alguém e eu sei que nunca mais vou falar com aquela pessoa novamente na minha vida. Elle e eu estaremos nos lugares mais impossíveis e ficaremos: “como estamos tendo essa conversa nesse momento?” Você espera por esse tipo de momento.

SG: Sim, é sim, é eu tenho esse senso de responsabilidade. Mas não é apenas nossa geração: foram as gerações de homens e mulheres antes de nós que abriram grandes precedentes. Mulheres de qualquer idade deveriam concordar em apoiar umas às outras. Ouvir isso dos meus mentores, de pessoas em quem me inspiro, ajuda quando entro em um ambiente cheio de pessoas poderosas. Agora eu me sinto confiante o suficiente para ir e defender minha causa de cabeça erguida. Isso me deixa mais confortável. Foram todas as mulheres que vieram antes de nos que nos deram uma voz ativa e isso é muito importante agora. Todas as garotas da minha rua, na música ou na atuação, eu espero que elas saibam que eu as apoio e não é o que eu faço que me move, mas é o que elas fazem e como elas me inspiram. E eu espero que isso continue mudando.

EF: As mulheres deveriam apoiar umas às outras. Eu sinto mesmo uma mudança com relação a isso e eu sinto como se nós nos apoiássemos. É isso o que a Selena faz tão bem: ela realmente quer o melhor pra todo mundo. Eu eu acho que todos deveríamos tentar e sermos um pouco mais delicados em nossa ambição.

SG: Antes de ir, eu gostaria de dizer que eu nunca conheci ninguém mais genuína, eloquente, pura, vulnerável jovem em sua posição quanto a Elle. Ter tudo o que foi dado a ela, é realmente… desculpa, eu não sei porque eu estou tão emotiva. Mas eu falo sério, foi especial de ver. Não foi como se tivéssemos conversado tanto e depois dito: “Então, vamos almoçar”. Eu a vi se transformar na mulher que ela vai ser um dia, e as pessoas que a cercam são especiais. Eu não poderia me sentir mais honrada por trabalhar com ela. E eu mal posso esperar para fazer mais coisas com você, Elle. Infelizmente, eu acho que esse é só o começo pra você, então, sinto muito e Deus te abençoe da melhor maneira possível.

EF: Ah, meu Deus, isso é muito!

SG: Ela sabe que estou lá e sempre estarei lá para ela. Me liga a qualquer momento com qualquer coisa que queira! Eu preciso dizer isso antes de ir embora.

LOVE: Foi um prazer falar com vocês duas, obrigado.

EF: Foi tão divertido. Selena, você pode me enviar mensagem mais tarde, por favor?

SG: Eu vou.

Entrevista por Selena Gomez

Palavras por Jonathan Heaf

Obs: Traduzimos apenas as partes da entrevista entre Selena e Elle Fanning. Para ler a entrevista completa incluindo as perguntas da própria LOVE para Elle (em inglês), clique aqui.

Tradução e Adaptação: Selena Gomez Brasil | fonte

Categorias: Entrevistas; Galeria; Notícias
Postagem por: Equipe SGBR
14.01.2018

mandy

Recentemente, saiu em alguns sites que Mandy Teefey e Selena teriam se desentendido e por conta disso, a mãe da estrela foi parar no hospital. Em recente entrevista ao Gossip Cop, Mandy comentou sobre como está seu relacionamento com a filha mais velha: Confira:

Como é de conhecimento geral, Selena passou por um transplante de rim no último verão apos sua amiga próxima, Francia Raisa, oferecer-se para dor seu órgão. A estrela sofre de lúpus a anos, sua mãe contou à Gossip Gop alguns detalhes. “Quando se e jovem, você se sente invencível e ela tinha que aprender que não era possível ser uma tipica garota de 20 anos. Teefey diz que eles foram ”mais abençoados por ter Francia em nossas vidas”

“Toda mãe e filha tem suas desentendimento”, Teefey realça. Negando que alguma desavença tenha aumentado quando ela e seu marido pararam de cuidar da carreira de Selena em 2014. “Nós nunca esperávamos gerencias toda sua vida. nos perdemos tempo em família pois as únicas vezes que a víamos, falávamos de negócios”, ela explica.

Descrevendo sua filha como “corajosa e destemida” Teefey compartilha, ”Eu estava muito orgulhosa de sua coragem.” Teefey confirma que ela não falou com Justin Bieber durante o ocorrido medico de Gomez. Na verdade, ela reafirma que eles não haviam se falado, nem mesmo por mensagens, em anos. Ela admite que não esta feliz com a mais nova reunião do casal instável, mas entende, “Selena pode viver sua vida da forma que quiser, contando que ela esteja feliz, segura e saudável”. Em relação a preocupações de que a volta com Bieber poderia afetar o bem estar de gomes, Teefey insiste, ”ela tem 25 anos e sabe o que esta em risco em relação a sua saudê. Eu não controlo o jeito que as coisas acontecem.” por fim, Teefey, finaliza seu ponto, ”Selena e uma adulta e consegue fazer suas próprias escolhas.”

Postagem por: Lívia Bastos
03.01.2018

RETROSPECTIVA 1

Como tradição do nosso site, todo ano nós fazemos uma pequena retrospectiva sobre toda trajetória de Selena Gomez no ano, dessa vez não poderia ser diferente.

Sem dúvidas, 2017 foi um ano de altos e baixos para a cantora e atriz. Selena provou, novamente, sua evolução artística, foi eleita a mulher do ano, deu duro para produzir uma das grandes séries da Netflix e participou de algumas campanhas, mesmo tendo que enfrentar algo que chocou o mundo ao ser revelado: seu transplante de rim.

Janeiro

11.01 | Selena foi flagrada aos beijos com o cantor The Weeknd em Santa Monica, Califórnia, pelo TMZ. Semanas depois foi confirmado o namoro dos dois, os fãs e a mídia passaram a chamar o casal de Abelena.

Todas as notícias sobre o casal

http://www.gomezgallery.org/albums/userpics/10036/kkkkk.png

Fevereiro

01.02 | Uma nova música de Selena, chamada “It Ain’t Me“, é registrada na ASCAP – a canção foi composta pela cantora e por Kyrre Gørvell-Dahll, Brian Lee, Ali Tamposi, Andrew Watt. No dia 16 do mesmo mês, a música foi lançada em todas as plataformas de streaming.

08.02 | Selena se juntou ao elenco da série “13 Reasons Why“, da qual é produtora executiva, para a primeira coletiva de imprensa em Nova York.

http://www.gomezgallery.org/albums/userpics/10036/Sem_Titulo-2~3.png

17.02 | Foi lançado o filme “In Dubious Battle” (Batalha Incerta, em português), dirigido por James Franco, que conta com Selena no papel de Lisa London.

Todas as notícias sobre o filme

IDBPosters004

Março

02.03 | Em sua segunda semana na Billboard Hot 100, “It Ain’t Me” subiu 81 posições, indo de 93º para 12º , se tornando a terceira maior subida do gráfico nesta década.

http://www.gomezgallery.org/albums/userpics/10036/POST-2.png

20.03 | Selena fez doação à Keck School of Medicine, que busca a cura do lúpus e também criou o “Selena Gomez Fund for Lupus Research“, uma plataforma para que as pessoas possam doar dinheiro para financiar as pesquisas.

http://www.gomezgallery.org/albums/userpics/10036/Sem_Titulo-1~17.png

23.03 | The New York Times publicou entrevista concedida por Selena Gomez sobre sua carreira e “Os 13 Porquês”.

http://www.gomezgallery.org/albums/userpics/10036/c.png

23.03 | Selena visitou e palestrou para dois grupos da “Step Up, ONG da Coach que visa o empoderamento das jovens mulheres em comunidades carentes.

http://www.gomezgallery.org/albums/userpics/10036/post1~0.png

25.03 | Após 5 anos, Selena causou alvoroço em aeroporto ao desembarcar no Brasil para acompanhar show de seu então namorado, The Weeknd, no Lollapalooza Brasil.

Todas as notícias sobre a passagem da cantora no Brasil

http://www.gomezgallery.org/albums/userpics/10036/post3~0.png

31.03 | Com aclamação da crítica, 13 Reasons Why” estreou mundialmente na Netflix. A série conta com produção executiva de Selena em parceria com sua mãe, Amanda Teefey, e Kristel Laiblin.

Todo o desempenho e notícias sobre a série

Abril

01.04 | Selena estampou a revista VOGUE do mês de abril, sendo a primeira vez que a cantora é capa da maior publicação americana de moda.

Selena Vogue

21.04 | Selena compareceu ao casamento de seu amigo David Henrie com Maria Cahill em Los Angeles, Califórnia. Toda a família Russo da série “Os Feiticeiros de Waverly Place” compareceu à cerimonia.

http://www.gomezgallery.org/albums/userpics/10036/casamento.png

24.04 | Após dois meses, foi lançado o tão esperado videoclipe de “It Ain’t Me. O clipe não conta com a participação da cantora e nem do DJ, e é estrelado por Georgia Fowler e Nathan Michell.

http://www.gomezgallery.org/albums/userpics/10036/POST-2.png

27.04 | Pelo terceiro ano consecutivo, Selena participou do “We Day, o evento contou com a atriz e cantora como apresentadora.

http://www.gomezgallery.org/albums/userpics/10036/Sem_Titulo-2~5.png

Maio

01.05 | It Ain’t Me” atingiu o #10 da Bilboard Hot 100, sendo o SÉTIMO single da cantora a alcançar o Top 10 e o primeiro de Kygo. Além disso, a cantora foi a única artista feminina entre a dez primeiras posições à época.

http://www.gomezgallery.org/albums/userpics/10036/POST-2.png

01.05 | Vestindo um modelo Coach exclusivamente desenhado para ela, Selena compareceu ao MET Gala acompanhada de The Weeknd e Stuart Vevers e foi uma das celebridades mais comentadas e eleita como uma das mais bem vestidas da noite.

http://www.gomezgallery.org/albums/userpics/10036/met.png

18.05 | Selena lançou seu primeiro single solo do ano, “Bad Liar“, que conta com sample da música “Psycho Killer” da banda Talking Heads.

22.05 | Selena enviou mensagem de apoio aos presentes no show de Ariana Grande em Manchester. Um ataque terrorista aconteceu no local deixando 22 mortos e 59 feridos.

Junho

01.06 | Para celebrar o “Gay Pride Month“, a Billboard publicou uma carta escrita por Selena em apoio à comunidade LGBTQ+.

11.06 | Selena homenageou seus fãs no Instagram escrevendo: “Meu coração estará sempre com vocês. Não há nada que eu possa fazer para agradecê-los, mas o mais importante é mostrar o quanto vocês são importantes. Nos vemos em breve na turnê”.

14.06 | Dirigido por Jesse Peretz e com uma pegada anos 80, Selena lançou o videoclipe oficial de ‘Bad Liar, onde a cantora interpreta quarto personagens diferentes. No final do vídeo, a cantora nos surpreendeu com uma prévia de um novo single, “Fetish“.

http://www.gomezgallery.org/albums/userpics/10036/bad_liar.png

Julho

13.07 | Selena lançou o single “Fetish, parceria com o rapper Gucci Mane. A canção foi produzida por Jonas Jeberg & The Futuristics.

http://www.gomezgallery.org/albums/userpics/10036/13julho.png

22.07 | Selena completou 25 anos de idade e comemorou a data apenas em uma festa íntima com amigos em sua casa.

http://www.gomezgallery.org/albums/userpics/10036/niver.png

26.07 | Selena lançou o videoclipe oficial de “Fetish. O vídeo teve direção de Petra Collins com direção criativa de Christopher Simmonds e tem um super conceito por trás das cenas.

29.07 | Selena estrelou a coleção de Outono/Inverno da Coach, que contava com a bolsa “Selena Grace“, criada pela própria cantora. As fotos foram feitas por Steven Meisel.

Todas as notícias da parceria com a empresa

http://www.gomezgallery.org/albums/userpics/10036/coach~0.png

Agosto

20.08 | Selena foi confirmada em novo filme de Woody Allen, “A Rainy Day in New York” (“Um dia Chuvoso em Nova Iorque”, em português), ao lado de Elle Fanning e Timothée Chalamet. A cantora é uma das protagonista do filme que será lançado pela Amazon Studios.

http://www.gomezgallery.org/albums/userpics/10036/movie.png

Setembro

07.09 | Selena foi eleita como uma das mulheres que estão mudando o mundo pela TIME, uma das mais conhecidas e importantes revistas de notícias semanais do mundo.

http://www.gomezgallery.org/albums/userpics/10036/TIME.png

14.09 | Selena chocou o mundo ao revelar que precisou enfrentar um transplante de rim no início do verão americano (MAIO-JUNHO) devido à complicações com o lúpus. Francia Raisa, sua grande amiga, foi a doadora que salvou a vida da cantora. Após a revelação, vários amigos e celebridades mandaram mensagens de apoio à ela.

http://www.gomezgallery.org/albums/userpics/10036/ig~0.png

18.09| PUMA revelou que Selena é a nova embaixadora global e colaboradora criativa da marca levando os fãs à loucura.

Outubro

18.10 | Selena enviou mensagem de apoio para uma fã que pensava em se suicidar na manhã seguinte salvando a vida dela.

24.10 | Selena e Demi Lovato tiraram foto juntas e fãs enlouquecem na internet com a reaproximação das amigas.

25.10| Selena lançou a música “Wolves” em parceria com o DJ Marshmello. O single foi co-escrita por Ali Tamposi e Andrew Watt.

http://www.gomezgallery.org/albums/userpics/10036/wolves.png

Novembro

03.11 | Selena foi eleita a MULHER DO ANO pela Billboard: “Selena não está só subindo nas paradas musicais como também inspira jovens mulheres a serem autênticas, generosas e sem medo de usarem suas vozes”, justifica presidente da publicação.

http://www.gomezgallery.org/albums/userpics/10036/hbd.png

06.11 | Sites confirmam e comentam o término do namoro de Selena e The Weeknd após a cantora ser flagrada na casa de seu ex-namorado, o cantor Justin Bieber.

selena&abel

15.11 | TMZ flagrou Selena aos beijos com Justin Bieber em jogo de hóquei do cantor. Antes disso, os cantores tinham sido flagrados saindo juntos algumas vezes.

ok7

18.11 | O videoclipe tão esperado no single “Wolves“, sua parceria com o DJ Marshmello, foi finalmente lançado.

ok9

19.11 | Selena surpreendeu ao aparecer loira no red carpet do American Music Awards 2017. Depois de seu sumiço nos palcos, a cantora fez sua primeira performance televisionada do ano na premiação com “Wolves” sendo uma das mais comentadas da noite.

Dezembro

13.12 | A Billbord fez uma lista com as 100 melhores músicas do ano, deixando “Bad Liar” em PRIMEIRO lugar. “It Ain’t Me” também aparece na lista no 39º lugar.

songs-of-the-year-2017-billboard-1500

Para 2018, Selena Gomez confirmou que deixará a sua marca na indústria fonográfica. Com isso, desejamos um feliz e próspero ano novo!

Postagem por: Yasmin
17.09.2017

http://www.gomezgallery.org/albums/userpics/10036/TIME.png

A revista Time criou uma edição especial intitulada como “She Is The First” para falar sobre as mulheres que estão mudando o mundo. Selena Gomez foi uma das escolhidas para estampar uma das capas, Ellen DeGeneres, Oprah e Hillary Clinton foram outras escolhidas. Em entrevista, a atriz e cantora comentou sobre o início da sua carreira, redes sociais e sua definição de força. Confira:

CAPA

FOTOS

Não acho que teve um momento em que eu tenha decidido que era isso que eu queria, acho que se foi se tornando o que eu amo. Há uma confiança que eu tenho com as pessoas da minha idade que eu não teria se eu tivesse começado mais tarde. Eu acho que foi um instinto para mim, eu amo ser capaz de fazer as pessoas rirem. Quando comecei a trabalhar, minha mãe foi a pessoa que me ajudou a guiar a maioria  do meu percurso. Ela tinha 16 anos, então nós meio que crescemos juntas. Tudo que eu sou hoje se reflete pelo o que minha mãe teve que passar. Ela tinha a habilidade de me fazer sentir que eu era capaz de fazer tudo aquilo que eu queria. Força não significa que você tenha que se colocar em uma fachada. Acho que ser forte significa ser vulnerável. É muito difícil se levantar todos os dias e apenas se sentir bem consigo mesma sem ter que viver olhando sobre a vida das outras pessoas. Espero que meus fãs saibam que eles são lindos, que eles podem compartilhar com as pessoas aquilo que eles estão sentindo. É muito pessoal para mim.

ENTREVISTA:

Minha mãe fez muito teatro enquanto crescia. Então, eu acho que atuar foi um instinto para mim. Eu amava ser capaz de fazer as pessoas rirem, e se alguém estivesse triste, eu não gostava. Eu sempre tentei fazer as pessoas se sentirem bem, que sentissem algo. Então sempre que eu via minha mãe atuar, eu pensava, talvez eu irei ter a chance de fazer isso um dia. Eu usaria todo o meu bairro como meu palco.

Quando eu comecei a trabalhar enquanto criança, minha mãe foi a pessoa na minha vida que ajudou a me guiar. Eu entendi que atuar era um trabalho, que eu me divertiria e que teria que aproveitar – e que se eu não tivesse gostando, eu iria parar de fazer isso. Eu também tinha que ir a escola. Essa foi a base de como eu cresci. Teve momentos quando eu tive que ser como um adulto, mas quando eu estava no set, eu me sentia como uma criança.

Eu sou grata por ter crescido no tempo que cresci. Eu acho que deve ser bem difícil ser uma criança agora, especialmente com as redes sociais. Não consigo imaginar como seria crescer com isso. É muito difícil se levantar todos os dias e apenas se sentir bem consigo mesma sem ter que viver olhando sobre a vida das outras pessoas. É por isso que eu gosto de ser vulnerável com meus fãs nas redes sociais. Eu gosto que eles vejam meus erros. Eu tento usar [as redes sociais] de um jeito que eu possa me conectar com eles. É tudo que eu posso fazer. Espero que eles saibam que ser forte não significa que você tenha que se colocar em uma fachada. Ser forte significa ser vulnerável.

Postagem por: Yasmin
03.09.2017

http://www.gomezgallery.org/albums/userpics/10036/GRAMMY.png

Ontem (02), foi divulgada a entrevista de Selena Gomez para The Recording Academy (GRAMMYs). Na entrevista, a cantora e atriz comenta sobre Fetish, suas colaborações com diferentes artistas, seu novo álbum e mais. Confira a seguir:

Selena Gomez ilumina uma sala da forma como uma verdadeira estrela faria. Tanto que você fica com a sensação que ela tem o mesmo efeito raro em qualquer lugar, em um estúdio de gravação, em um set de filmagens ou em uma sessão fotográfica.

No que diz respeito a sua música, a cantora/compositora de 25 anos tem satisfeito seus fãs em 2017 com o lançamento de dois mega singles, “Bad Liar” e “Fetish”. Eles são “gotículas” – como ela afetivamente os chama – uma pista de algo maior a caminho? “Coisas especiais estão acontecendo”, ela sorri.

Nós entrevistamos a multitalentosa cantora/compositora/atriz para desvendar como as sementes de “Fetish” foram plantadas anos atrás, onde sua cabeça está em relação a um novo álbum, o seu prato favorito de caçarola e em qual era Selena Gomez realmente pertence.

“Fetish” tem sido escolhida a música do verão por muitos outlets. O que te levou a colaborar com Gucci Mane nessa faixa?

Na verdade, eu trabalhei com o Gucci há seis anos atrás em um filme chamado “Spring Breakers”. E ele se afastou por um tempo… e eu o amava (risos). Eu sempre fui uma grande fã… nos falamos pelo Facetime em Miami e eu perguntei se eu poderia mandar algumas músicas. Ele sempre foi intenso sobre seus gostos. Eu enviei três músicas e ele imediatamente foi em direção a “Fetish”.

Dois dias depois, ele me enviou uma mensagem… Ele terminou o seu verso e enviou para mim. Ele estava tipo “Você gostou? Quer que eu mude alguma coisa?” Ele foi muito carinhoso. Meio que aconteceu organicamente,  o que eu acho essencial isso em uma colaboração – achar um nível mútuo. E isso se tornou “Fetish”.

Por falar nisso, você acabou de lançar o remix de “Fetish” com os Galantis. O que provocou isso?

Remixes são muito importantes. Meu primeiro single foi com 16 anos e foi “Naturally” e era um tipo de EDM. Não era realmente muito predominante, mas os remixes se tornaram muito populares. Essa foi a primeira área na qual eu fui reconhecida e se tornou uma ótima e enorme base para todos. Quando eu faço uma música que eu sinto que será apropriada ter um remix, acontece de uma maneira em que quero as melhores pessoas para fazer parte disso ou ver quem quer fazer parte disso, obviamente. Então isso começa com você enviando para quem quer que seja, e então um percurso de vai e volta. [Esse remix com os Galantis] se tornou uma dessas coisas. Cada música que eu tenho, eu sinto sempre que tem um remix favorito.

Você tem dado indícios de uma colaboração com Marshmello. E no início do ano você lançou “It Ain’t Me” com o Kygo. O que te inspirou em seguir uma direção EDM?

Acho divertido reconhecer todos os espaços. Nesse ponto, eu sou muito sortuda de experimentar diversas áreas. Com “Good For You” e depois “Bad Liar” e “Fetish”, eu sinto que poderia existir em diferentes espaços com o tom que eu tinha e descobrir com quem eu amaria trabalhar e a história pela qual eles estão passando. Eu quero ter uma voz em diferente áreas que eu possa sentir que é algo que eu possa me relacionar. Depois eu amo as pessoas então há isso. Você sai com as pessoas e quer trabalhar com elas porque elas são ótimas pessoas. Isso também acontece. Eu sempre quis tentar coisas diferentes na minha música.

Os detalhes sobre o novo álbum foram escassos. Você poderia revelar qualquer nova informação?

No que diz respeito a um álbum, eu sinto que as pessoas – especialmente meus fãs – digerem a música muito rápido. A música que eu tenho trabalhado, na verdade eu sinto que já tenho o álbum completo. Mas ainda tem uma parte de mim que sente como se eu tivesse que me certificar que irei dizer tudo o que eu quero dizer, porque eu não tenho momentos onde eu possa voltar atrás. Não é fácil fazer isso quando você é mais velha. Sinto que quando você é mais nova pode ser um pouco emotiva e dizer coisas que talvez você possa voltar atrás. Mas agora eu estou segurando minhas palavras mais do que nunca. Isso é importante. Elas tem mais peso agora. Então eu estou um pouco nervosa. Estou esperando o momento certo.

Então, se tivéssemos que apostar, poderíamos dizer que teríamos um novo álbum no final do ano?

Não sei se no final do ano. Eu quero dizer, estão acontecendo coisas especiais. Há algumas coisas a caminho. Me conhecendo, e conhecendo todos que me conhecem, eu poderia dizer, “Na próxima semana vamos lançar um álbum.” e eles concordariam e diriam, “Tudo bem, vamos fazer isso. É a Selena.” História da minha vida (risos).

Durante o 73 perguntas com a Vogue, você mencionou que se não estivesse na música ou nos filmes, você seria uma chefe. Se você estivesse dando um jantar, o que iria cozinhar?

Eu amo caçarolas. Provavelmente conteria bastante queijo. Teria uma travessa de queijo. Na verdade, meu jantar inteiro deveria ser com o tema de queijo – caçarolas, pão com queijo, tomates.

Qual é a sua caçarola N° 1?

Provavelmente a minha com brócolis-cheddar-frango.

Você mencionou anteriormente que sente que nasceu na “era errada”. Qual era Selena Gomez deveria ter nascido?

Eu acho que todos meio que já sentiram assim alguma vez na vida. Tenho períodos em que eu passo por fases. Meio que balança na beira dos anos 70 e talvez nos finais  dos anos 60. E isso é uma grande parte da música, eu acho, apenas pelo jeito como ela te faz sentir. E depois o que estava acontecendo e o espaço mental que todos estavam com a tecnologia e os filmes. Eu sinto que essa era seria legal.

Postagem por: Equipe SGBR
28.07.2017

http://www.gomezgallery.org/albums/userpics/10036/fetish~1.png
Em entrevista á Dazed, Selena e Petra Collins, diretora do videoclipe de “Fetish”, comentaram sobre a história do vídeo e de como se tornaram amigas. Confira:

Petra Collins: A história de como você decidiu me fazer trabalhar com você neste álbum me faz rir.

Selena Gomez: Eu sei, nós percorremos um longo caminho desde aquele dia no site da Wonderland. Nós éramos muito estranhas e tímidas no começo. As pessoas não sabem, mas minha vida pessoal se liga ao trabalho que fazemos juntas, porque você sabe coisas da minha vida que ninguém sabe e eu sei coisas da sua vida que ninguém sabe. Isso é automático, de alguma forma.

Me lembro do momento em que queria que você fizesse o visual para esse projeto. Eu estava em um avião indo para Nova York mexendo no Instagram porque eu a acompanho por um tempo e eu sempre vejo suas fotos quando estou entediada. Isso me inspira muito. Eu tomei um café disse para a minha empresária: “Olha, eu literalmente quero que ela faça o visual para TODA AS MINHAS MÚSICAS! Ela é tão incrível! ” Assim que desembarquei, lhe enviei “Bad Liar” e “Fetish” e você respondeu que gostava mais de “Fetish”.

Petra: (risos) Foi uma união tão louca, rápida e intensa, e acabamos fazendo coisas tão apaixonadas… Baby! Nós fizemos um bebê.

Selena: (risos) Awww! Nós fizemos!

Petra: Hum, você acha que as pessoas ficariam chocadas ao saber que ‘Fetish’ saiu da nossa paixão por filmes de terror, há algo sobre você que eu não saiba?

Selena: Um dia você chegou no meio do dia em minha casa e me encontrou na sala sentada em um grande uso de pelúcia assistindo Chucky tão casualmente e então você sentou do meu lado.

Petra: Oh meu Deus! Literalmente, estávamos deitadas em um ursinho observando Chucky. Nesse momento, ficou claro que estamos no mesmo caminho. Ainda é tão louca para mim, quando ouvi “Fetish” pela primeira vez isso para mim era como se fosse um filme de terror. É um dos meus gêneros favoritos para fazer uma aparência feminina forte.

Selena: Isso é tão verdadeiro. Você estava me enviando todas essas fotos e eu estava como “Isso!” Você me chamou depois e foi “Hum, você te enviar uma moodboard e então será como um filme de terror, ok?”

Eu deixei muito claro que não via ‘Fetish’ como a maioria das pessoas. Quando a maioria das pessoas ouve a palavra ‘Fetish’ pensam em sadomasoquismo e toda essa merda sexual, mas você não. Você saiba por que eu adorei. Você me disse: “Eu acho que essa música é sobre amor, algo louco e complicado”. Eu queria que o vídeo fosse contextualizado.

Petra: Eu adoro o vídeo porque mostra o amor da forma suja, grosseira e estranha que você pode ter por alguém. É assim que as pessoas obsessivas recebem e como elas liberam. Estou obcecada como esses estranhos vídeos ASMR. Penso em como nossos corpos reagem aos sons e aos movimentos.

Eu amo tanto a cena da cozinha no clipe. É tão rato ver uma mulher perder o controle e também o recuperas. Dizem que as mulheres “tem que ter o controle de seus sentimentos”, e uma mulher nunca pode expressar sua raiva sem ser criticada. Eu amo ver uma mulher, ou menina, ser tão física, para soltar todo o controle de seu corpo. Você não está ficando louca, está apenas acontecendo, está indo pro final!

Eu não vejo o vídeo como terror. Você pode ver que é raiva, tristeza em qualquer pessoa, e ela também estar no controle disso. Oh meu Deus, você não se lembra dos ovos e tomates no seu rosto? Isso foi divertido?

Selena: A cena da cozinha era tão libertadora, perder o controle do meu corpo e perder a visão de mim mesma. Eu me senti muito bem e senti como se fossem tomates, ovos e sujeira e foi incrível, mas sério? Eu amo isso. Parecia tão bom. Me lembro de estar um pouco nervosa, e quando a merda atingiu a parede – acabei perdendo e me deixei na cena. Foi tão legal. Você estava atrás da câmera, gritando.

Petra: Acabei de encontrar o vídeo que Michelle tirou de mim saltando para cima e para baixo como uma criança, gritando no topo dos meus pulmões. ‘Vá em frente! Vá por isso! ‘E você fez!

Selena: Me envie isso! Eu quero aquilo. Adorei esse momento.

Petra: A energia que estávamos dando uma para outra era uma loucura, era como se eu estivesse gritando enquanto você apenas dava o desempenho de uma vida toda.

Selena: Hm, não estou dizendo que já fiz algo parecido com a cena da cozinha na vide real, mas posso dizer que, faço uma merda estranha o tempo todo quando estou sozinha em casa. É como me expresso! Honestamente, o que você faz com as mulheres é tão inspirador para mim. Suas fotos podem ser sexy, mas você não está sexualizando mulheres. Você captura a parte bruta de tudo.

Se um cara falasse ‘Fetish’, eu aposto que seria muito mais sensual. Isso é o que eu amo sobre como você capturou meus momentos de colapso – é mostrado para o público como assustador e eu sinceramente acho que existem alguns cara lá fora, que fariam esses momentos mais sexy do que eu ou deveria ser.

Petra: Eu estou feliz que gravamos os estranhos clipes de ASMR muito rápido, mas a parte do Gucci se parece com um estranho vídeo instrucional. Eu sou uma grande fã dele. A canção é um grande hit.

Selena: Gucci é tão legal! Eu estou obcecada por ele, nós trabalhamos juntos em Spring Breaker e eu pedi que ele estivesse na música. Eu não o via há bastante tempo  [mas] quando perguntei ela falou “Sim, vamos fazer isso”.

Petra: Ele é o melhor. Oh, Selena eu apenas acabei de te mandar uma mensagem sobre o filme 3 Mulheres de Robert Altman de 1977.

Selena: Tenho que assistir. Eu só quero dizer que me sinto mais à vontade com você do que com a maioria das pessoas.

Petra: Awww!

Selena: Com a forma como cresci, sempre senti como se houvesse algo dentro de mim que não tivesse sido acessado. Eu não tive a oportunidade ou confiança para encontrá-lo. Por tanto tempo, senti como se eu não fosse capaz de fazer algo assim, não porque eu não quero, mas porque eu não tenho essa confiança. Tenho muitas inseguranças, mas quando comecei a trabalhar com você … Somos como irmãs, mas acho que sou um pouco mais velha do que você?

Petra:  VOCÊ NÃO É MAIS VELHA DO QUE EU!

Selena: Você sabe o que eu quero dizer! Você me faz sentir mais confiante sobre as escolhas que faço, como uma irmã. Você me ajuda, você me encoraja e valida como eu sinto naquele momento.  Eu não poderia crescer como artista, no lugar que estou agora sem você. É como esse fogo-e-água, coisa de dualidade acontecendo.

Petra:Nós nunca falamos sobre astrologia! Eu definitivamente sou um sagitário. Eu sou um sinal de fogo.

Selena:Eu sou câncer, sou sensível pra cacete. Sinto tudo tão intensamente, que é uma das minhas coisas favoritas sobre mim. Sentimento é algo que eu amo.

Petra: Você gosta de Fiona Apple? Me lembro de ver o vídeo “Criminal” – ver alguém se mostrando tão honestamente e nos mostrando que estava doente, isso me assustou. Ela transformou a coisa “heroína chique” em todos, dizendo: “É assim que eu sou, isso é real”.

Selena:Eu amo Fiona, e esse vídeo. Minha mãe me apresentou a ela. Estive a escutando-a desde a minha infância. Ela estava fazendo algo muito cru para o seu tempo. Ela é um ícone, o que faz é de forma criativa e é em outro nível.

Petra:Qual é a sua obsessão atual ou “Fetish”?

Selena:Neste momento, tenho um fetiche para os filmes de Brian De Palma. A maneira como ele mostra as mulheres é tão sexy. Estou imprimindo fotos para colocar na minha nova casa agora. Melanie Griffith em Body Double. Tão sexy.

Petra:Meu Deus. Brian De Palma. Eu o amo. Eu estou com você nisso, esse é o meu fetiche agora também.

Fonte – Dazed

Categorias: Entrevistas; Fetish; Notícias
Nome: Selena Gomez Brasil (SGBR)
Desde: 21 de Setembro de 2008
Webmiss: Érika Barros
Co-webmaster: Samuel Rodrigues
Design & programação: Dieux Design & Luana Machado
Entre em contato com nosso site