Postagem por: Rebeca Gois
13.12.2018

Há mais de dois meses, às vésperas do lançamento do hit latino “Taki Taki”, Selena Gomez anunciou em seu perfil no Instagram que suspenderia, mais uma vez, sua atividade nas redes sociais. A surpresa, que abalou os fãs, logo se tornou em algo ainda mais preocupante: pouco mais de uma semana após o anúncio, diversas fontes confirmaram a internação da cantora em uma clínica de reabilitação após a mesma sofrer um colapso emocional em um hospital.

 

Mas… O que está acontecendo?

A #ColunaSGBR desta semana explic, com base em uma matéria publicada pela Women’s Health Magazine e em conversas com doutores especialistas no assunto.

 

Como tudo começou?

Em 2013, Gomez foi diagnosticada como portadora de Lúpus, uma doença autoimune (que leva o sistema responsável pela defesa do corpo contra doenças a atacar seus próprios órgãos e células) e que ainda não tem cura.

Iniciou-se uma batalha contra a doença que dura até hoje e obrigou a artista multitalentosa a se submeter a um transplante renal e tratamentos ostensivos para que não ocorresse a rejeição do corpo ao novo órgão.

 

+ Clique aqui e entenda tudo sobre o Lúpus em nossa entrevista com a doutora Jussara Kochen.

 

Como informamos anteriormente, no final do mês de setembro de 2018, Selena passou por um exame de rotina pra contagem dos glóbulos brancos em seu sangue e o resultado não foi nada animador: a contagem baixíssima dessas células preocupou tanto os médicos quanto a cantora, que foi internada por precaução.

Alguns dias depois, o exame foi repetido e a situação continuava a mesma, o que levou Selena Gomez ao desespero.

 

Você sabe o que significa ter uma contagem baixa de glóbulos brancos no sangue?

Os glóbulos brancos (leucócitos) são uma parte importante do sistema imunológico. Para defender adequadamente o corpo, um número suficiente de glóbulos brancos deve receber uma mensagem de que um organismo infeccioso ou uma substância estranha invadiu o corpo, chegar onde são necessários e, em seguida, eliminar e digerir o organismo ou a substância nociva. Em uma situação normal, as pessoas produzem cerca de 100 bilhões de glóbulos brancos por dia, sendo que, normalmente, a contagem total de leucócitos deve variar entre 4 mil e 11 mil células por microlitro. Uma quantidade inferior ou superior a essas significa que algo errado está acontecendo.

De acordo com as informações da WHM, os tratamentos para o Lúpus geralmente são baseados em anular a resposta do sistema imunológico (assim como tratamentos para transplante renal). Ambos os fatores podem resultar em uma contagem baixa de glóbulos brancos.

Alguém com baixa contagem dessas células fica mais sensível a adquirir infecções frequentes e sofrer de fadiga, enxaquecas, tonturas ou hemorragias. E isso pode, com certeza ser um gatilho para a saúde mental.

Como há um risco maior de infecções tendo uma baixa contagem de leucócitos, os pacientes podem ter que fazer mudanças extremas no estilo de vida. “Quando alguém com lúpus têm uma baixa contagem de glóbulos brancos, isso geralmente leva os médicos a recomendarem uma exposição limitada a potenciais patógenos ambientais”, diz o doutor Sean Fischer, oncologista e hematologista do Centro Médico Providence Saint John’s, em Santa Mônica, Califórnia. Isso poderia incluir ficar em casa e evitar lugares públicos e multidões. “É comum recomendar que os pacientes sejam mantidos isolados”, acrescenta o médico.

 

Além disso, o lúpus pode causar ansiedade, mesmo quando o paciente não está lidando com o número baixo de glóbulos brancos no sangue. De acordo com os doutores entrevistados pela WHM, o lúpus e seus efeitos colaterais “têm um impacto sobre o senso de autoconhecimento de alguém […] isso pode abalar sua confiança e fazer você se sentir como se não tivesse controle”.

 

Mas por que ela está em uma clínica de reabilitação?

O tratamento para uma baixa contagem de células brancas, depende da causa desse distúrbio, como podem existir duas causas para o problema de Selena Gomez (lúpus e transplante renal), supomos que a cantora, provavelmente, continua recebendo os mesmos tratamentos aos quais se submete desde a descoberta da doença e recuperação da cirurgia, mas não existem informações confiáveis sobre esta parte do tratamento.

Porém, além do baixíssimo número de células brancas, Selena se encontra na delicada situação emocional explicada no tópico anterior. E, por isso, está em uma clínica passando por um tipo de psicoterapia, chamada DBT, que é normalmente utilizada para ajudar pessoas com o transtorno de personalidade, borderline, mas que também pode ajudar a tratar outros problemas de saúde mental, como depressão, transtorno de estresse pós-traumático, abuso de substâncias, entre outros.

Em teoria, a DBT ajuda as pessoas a desenvolver e aprender novas habilidades para que elas possam lutar contra impulsos de comportamentos autodestrutivos, ajuda a lidar com emoções dolorosas e a diminuir conflitos que possam ter em seus relacionamentos. Além disso, a terapia tem sido aplicada para ajudar as pessoas a ‘tolerar’ o estresse, o que, neste caso, poderia acontecer ao mesmo tempo em que os problemas de saúde.

 

E por que ela ainda não saiu?

Alguns dias atrás descobrimos que o tratamento ao qual Selena está sendo submetida não é como os que a pessoa se interna por 30, 60 ou 90 dias e, somente após esse período o paciente recebe alta.

Uma fonte próxima à cantora revelou à US Weekly, que este tipo de tratamento possibilita que o paciente escolha quando receber alta. Assim, Selena poderá sair da clínica a qualquer momento, quando estiver se sentindo mais preparada para os desafios de sua nova rotina.

 

 

Para conferir outras matérias publicadas na Coluna SGBRacesse.

 

Texto, informações e adaptações por: Rebeca Gois e Equipe Selena Gomez Brasil.

 

Postagem por: Yuri Miranda
28.11.2018

Para promover o lançamento de sua nova coleção com a PUMA, chamada “Strong Girl” (Garota Forte), Selena Gomez cedeu uma entrevista exclusiva ao site da ELLE. A coleção estará disponível no dia 12 de dezembro e conta com a participação de Courtney Barry, Raquelle Stevens, Theresa Marie, Connor e Caroline Franklin, melhores amigas de Selena. Confira a tradução completa da matéria:

Selena Gomez quer proteger, encorajar e empoderar sua imagem.

Selena Gomez SG x Coleção Puma

Selena Gomez e eu estamos falando de malhar. Ela gosta de pilates, mas eu não consegui entrar em detalhes sobre que tipo ou onde ela faz aula. Por muito tempo, ela foi a pessoa mais seguida no Instagram, um título que ela nunca procurou e recentemente cedeu a Cristiano Ronaldo, ambos os quais estão se aproximando dos 150 milhões – então faz sentido que ela precise manter algumas coisas em segredo. Ao contrário de Ronaldo, Gomez tem um relacionamento tênue com as mídias sociais e tira um tempo longe da tecnologia frequentemente, como o que ela anunciou no final de setembro.

Conversamos sobre sua rotina de exercícios, que varia para evitar o tédio, e inclui – junto com o pilates – dança, natação, ciclismo e caminhada. “Eu gosto de encontrar maneiras que não são tão rígidas”, diz Gomez. A mesma flexibilidade se aplica ao que Gomez usa para treinar. “Eu me sinto como quando me preparo para um treino, estou me vestindo para o que estou tentando alcançar, como um objetivo”, diz ela. “Então, se eu vou usar uma camisa folgada e ser moleca, eu vou dessa maneira. Se eu for mais delicada, com as meias e outras coisas, então eu vou fazer pilates. ”

Agora, com sua mais recente coleção de roupas esportivas para a PUMA, chamada “Strong Girl”, Gomez começou a fazer peças simples e encorajadoras projetadas para malhar (ou não). “Eu fico realmente inseguro às vezes, eu passo por estranhos altos e baixos, mas em geral eu só quero que as pessoas usem o que elas se sentem confortáveis”, diz Gomez. “Minha assistente, usa roupas de ginástica todos os dias. Mas ela não malha. Acabou se tornando um estilo de vida e ela adora isso. Ela ama como se sente e adora o que ela usa, e quero dizer, é isso que eu quero que todos sintam. Ela também me inspirou muito.

O ELLE.com passou algum tempo em Los Angeles com Gomez pouco antes do photoshoot da campanha SGxPUMA, estrelada por Gomez e seus amigos mais próximos, para uma entrevista exclusiva sobre as mensagens secretas da linha, as pressões das mídias sociais e o que a faz se sentir forte por dentro e por fora.

As roupas tem pequenas mensagens secretas embutidas, algo como “forte por dentro e fora” Eu quero encorajar as mulheres. Eu realmente amo usar minha plataforma para o bem, e ao longo do caminho me diverti com filmes e música. Eu não seria capaz de fazer nada se não fosse pelas pessoas que me apoiam, e isso soa como um clichê, mas é verdade. Então eu acho que para mim, sempre quis ser um bom exemplo. Não porque eu não vou estragar tudo, eu estrago o tempo todo. É mais como eu querer ser honesto com eles. Eu vou dizer: estou tentando o melhor que posso e é o que você pode fazer também – tente o melhor que puder, é difícil. E você não está sozinho.

Acho importante que as meninas conheçam a força em tudo, sua identidade e alma, dentro delas mesmas. E hoje em dia você dá isso tão facilmente, das mídias sociais à escola ou aos relacionamentos. E eu acho que é importante – eu quero lembrar as garotas que elas são perfeitamente fortes do jeito que são.

“Eu gosto de qualidade enquanto trago o melhor em uma garota. Eu fui essa garota, me sinto insegura o tempo todo, me sinto estranha. Eu sinto que posso me conectar através da música, de filmes e agora, isso. Eu quero falar com jovens garotas sobre força, que definitivamente vem da minha família. Todas as minhas amigas estão fazendo parte da sessão de fotos e todas tem diferentes tipos de corpos, é lindo vê-las usando o que as fazem se sentir bem. Eu não sei o que seria sem minhas amigas, elas salvaram minha vida e estiveram lá para mim durante tudo. Eu sou inspirada por muitas mulheres, eu amo mulheres. “Strong Girl” (garota forte) é o que eu tento ser todos os dias, e é difícil, tão difícil. Pra mim o momento que me sinto melhor é quando minha mente está bem e meu corpo também. Não é fraco ser vulnerável ou dividir o que está no seu coração. A verdadeira força está na vulnerabilidade, honestidade e compaixão.

– A coleção tem algumas peças realmente divertidas, como o macacão e algumas peças em camadas. Onde você usaria o macacão?
SG: Eu fiz toda a coleção para que qualquer um pudesse usá-la como quisessem. Contanto que você se sinta bem consigo mesmo, você deve usar o que deseja usar. Eu queria que você se sentisse como se tivesse opções.

– Então, voltando às mensagens escondidas nas roupas, você pode falar um pouco mais sobre esse detalhe? Existem mais pequenos segredos na coleção?
SG: Eu acho que vou sempre fazer algo assim com algo que eu desenho – adicionar meu próprio pequeno elemento a ele. Mas o ponto principal da mensagem é se sua mente se sente forte e seu corpo se sente forte, e você sente que pode lidar com as coisas, essa é a melhor sensação. Eu só quero que as pessoas sintam isso.

– É legal ver isso porque as pessoas sabem que, se houver um momento de body-shaming, você tem algo a dizer que vai inspirar as pessoas.
SG: Definitivamente. Oh, não me faça começar. Eu sou muito protetora.

A coleção SGxPUMA estará disponível no dia 12 de dezembro no PUMA.com e em varejistas selecionados.



Tradução: Equipe Selena Gomez Brasil

Categorias: Destaque; Entrevistas; PUMA
Postagem por: Julia Brum
07.11.2018

Na última sexta-feira, 02/11, a empresa americana especializada em acessórios e bolsas de luxo, a Coach, estreou a sua nova campanha de final de ano. Intitulada de “Luzes, Câmera e Festas” e estrelada pela embaixadora da marca, a nova coleção trás Selena em um divertido comercial ao lado de animais festivos fazendo audições para o show mais esperado da temporada: as vitrines de final de ano da Coach. Também foi lançado como imagem promocional uma fotografia a onde Selena se encontra saindo de um carro segurando a bolsa Parker, numa Nova York coberta de neve. Confira fotos e vídeos do comercial da campanha abaixo, além da foto promocional:

 

  • Foto promocional: 

 

  • Fotos e vídeos do comercial estrelado por Selena:

View this post on Instagram

🌟😍🎄💛🎁 #selenagomez @coach #lightscameraholiday

A post shared by Stuart Vevers (@stuartvevers) on

View this post on Instagram

The curtain is up on our Holiday windows. Tune in here over the next few days to see the casting call behind them. #LightsCameraHoliday #CoachNY

A post shared by Coach (@coach) on

 

Ainda não se sabe se esta coleção estará disponível no Brasil, porém você pode adquirir a coleção Coach X Selena Gomez clicando aqui.

Fonte: Just Jared

Categorias: Destaque; Notícias
Postagem por: Lívia Bastos
04.09.2018

Divulgado na manhã de hoje, 04, Selena Gomez é capa de outubro da revista ELLE dos Estados Unidos. Na entrevista, Selena falou sobre seus projetos atuais – como seu trabalho voluntário com a A21, nova linha da Coach e músicas novas – o filme dirigido pelo diretor Woody Allen, Demi Lovato e um pouco sobre sua vida. Confira toda a matéria feita por Mickey Rapkin traduzida na íntegra:

Selena Gomez não desapareceu. Não exatamente. Mas nos últimos meses, a pessoa mais seguida no Instagram (140 milhões e continue contando) se retirou do complexo do tablóide industrial. Em janeiro, Gomez se mudou secretamente para Orange County, onde ela e uma amiga da igreja Hillsong, Raquelle, estão brincando de casinha. “Tem sido um alívio. L.A. ficou muito claustrofóbico pra mim. Eu não posso fazer nenhuma das coisas que eu faço aqui em L.A. É apenas impossível,” ela diz.

Depois de vender sua mansão em Calabasas — por $3.3 milhões para French Montana — ela também colocou seu bangalô em Studio City à venda por $2,8 milhões. (Sua mansão no Texas, uma das casas mais caras perto de Forth Worth, está à venda por 3 milhões de dólares.) Estamos sentados em uma cafeteria e Gomez, vestindo um macacão jeans, com o cabelo preso por um lenço de linho, abre um pote de plástico com salada de macarrão. “Eu acho que tudo na minha vida está sendo bem reduzido, de uma maneira muito boa”, ela diz. “Estou voltando à simplicidade. Isso é o que eu sempre fui. Não sou eu falando “Eu sinto o melhor que eu já senti”, ela continua. “Sou eu dizendo: ‘Eu estou exatamente onde estou. E eu estou tão feliz por estar nesse lugar.’ É muita autodescoberta. De 20 à 26? Ai, meu Deus. Eu me sinto uma pessoa totalmente diferente”.

Como assim? “Por um tempo, acho que fiz certas coisas porque achei que tinha que fazer. Tipo, uma das minhas amigas olhou pra mim um dia — estávamos no almoço e eu acho que comprei alguma coisa, e ela meio que me olhou e disse: ‘Você se sente adequada o suficiente?'”

 

“VOCÊ PODE COMPRAR UMA COISA BOA PARA SE SENTIR BEM. MAS É ESSE O MEU VALOR?”

 

Isso é bastante cruel. “Não, não é a verdade!”, ela diz. “Eu não sou uma pessoa materialista. [Meus amigos] não me julgariam de qualquer forma. Eu gosto de receber massagens, adoro fazer coisas legais… só, isso está conectado ao meu valor? Você pode comprar algo bom para se sentir bem. Mas esse é o meu valor?”

Essas são perguntas precipitadas. E isso indica onde Gomez está hoje em dia. Essa é a questão, ela mudou mais do que o endereço. Ela é uma cantora, atriz, produtora e designer de moda (sua segunda colaboração com a Coach estreou em agosto) e agora ela adicionou um novo papel ao seu currículo versátil: estagiária.

O quê?

Hoje cedo, em um parque empresarial, nos encontramos na A21, a ONG global de combato ao tráfico humano, na qual Gomez tem se voluntariado. O escritório do sul da Califórnia (existem 14 lugares em todo o mundo) está desmarcado e o site não consta o endereço. É uma precaução de segurança, diz a coordenadora global voluntária da organização, Laura Staph. Mas Staph me convidou para entrar no espaço aberto, onde dúzias de funcionários se sentam em frente a computadores — um exército de estilos diferentes. Um letreiro está pendurado ao lado da porta, em letras douradas, que diz: “Emponderar Mulheres”.

De sua relutância em falar abertamente sobre seu trabalho aqui antes, Gomez diz: “Eu não começaria imediatamente a discutir isso. Está fora da minha zona dde conforto. Eu precisava estar totalmente imersa nisso.” Ela sabe o que você está pensando. “Que grande coisa outra celebridade está fazendo…” ela diz com um sorriso. “Não é porque eu quero falar sobre isso. Eu não posso ficar em silêncio sobre isso.”

Gomez começou a se voluntariar aqui em março a convite da co-fundadora Christine Caine, também membro da igreja Hillsong, que convidou Gomez para visitar o palpite de que a estrela pop poderia se inspirar na missão. A21 recentemente se uniu ao Departamento dos Transportes dos EUA para lançar “Can You See Me?”, uma campanha multiplataforma para aumentar a conscientização sobre a escravidão. O que Gomez aprendeu em sua primeira visita à A21 a chocou. “A ideia de tráfico de pessoas pra mim é… estou embasbacada.” Gomez recita estatísticas e histórias de horror — de mulheres sendo forçadas à escravidão sexual até que seus órgãos falhem, de lugares na Tailândia onde crianças pequenas são vendidas em uma espécie de cardápios de restaurante.

O convite veio após um 2017 desafiador. Selena, que tem Lúpus, uma doença autoimune, recebeu um transplante renal naquele verão. Em outubro, foi anunciado seu rompimento com Abel Tesfaye, também conhecido como The Weeknd. Ela passou o Ano Novo e o dia dos Namorados com seu ex, Justin Bieber, levando a especulação de que eles tivessem reatado (Bieber, é claro está noivo da modelo Hailey Baldwin). Selena diz que, no início do ano, se sentou com “incríveis mulheres muito próximas de mim. Foi um momento difícil, e eu tinha todas lá me encorajando, e foi um daqueles momentos que uma garota jovem fala com suas tias e sua mãe e se pergunta “o que está acontecendo com a minha vida”. Ela tem finalizado seu álbum em uma velocidade astronômica, o que poderia ser lançado nesse outono. “Eu tenho trabalhado por muito tempo e não gosto de falar sobre coisas da minha vida. Eu apenas quero fazer”

Logo depois daquele momento, Selena se viu em uma orientação de 3 dias na A21.

Eu pergunto se a equipe chegou a duvidar do comprometimento dela. “Talvez!”, e sua assistente riu.

Selena começou a trabalhar cinco dias na semana (exceto os dias marcados em estúdio e reuniões com a Puma, marca que ela tem parceria a longo prazo, na Alemanha). Ela tem um endereço de e-mail e chave do escritório, como qualquer outro voluntário. Nos decidimos ir a essa cafeteria não por acidente, mas porque “essa é a que todos os voluntários e a equipe de lá vai”, ela diz, rindo: “É o nosso Central Perk”.

Enquanto seu segurança nos leva ao “Central Perk”, eu me pego pensando na primeira vez que eu e Selena nos encontramos – há três anos, para sua última capa para a ELLE, quando esse segundo encontro seria muito hipotético. Era 2015 e ela tinha acabado de romper com sua mãe, que era sua empresária, ela deixou sua gravadora e assinou com a Interscope. Estava trabalhando intensamente no seu álbum Revival, que ela esperava afastasse suas ligações com a Disney. Durante uma caminhada em Calabasas, ela me disse como convenceu sua gravadora a mandá-la junto com seus compositores para o México – atrás de inspiração. Eu a lembro dessa história hoje – três anos, que parecem uma vida toda – e ela ri, emanando uma leveza que não havia antes.

 

“ALGUÉM ME VÊ TOMANDO UMA TAÇA DE VINHO? EU NÃO ME IMPORTO. NÃO ESTOU TENTANDO ESCONDER.”

 

“Meu Deus”, ela disse. “Uau, não é estranho? Eu estava em um lugar tão curioso. Digo, é assim que seus vinte e poucos anos são. Você está pensando ‘Eu quero sair e explorar, aí vou me inspirar. Vou sentar na chuva!’ E aí você percebe – pelo menos eu percebi – que não é sobre sair de algum lugar. Eu ainda estou levando meus problemas comigo.”

Selena está vestindo um cardigã de lã de camelo grande, da Free People, e ela podia ser confundida com qualquer outro jovem profissional (bem, um com um guarda-costas a postos). “Kate [Young], minha estilista – que também trabalha com a Margot Robbie – ri de mim. Ela diz ‘quando você está comigo, você veste designers, quando está com seja amigos você usa Free People.’ Eu amo conforto.” Selena dá os créditos a Young por melhorar seu conceito de moda ao vesti-la em um smoking da Saint Laurent em 2014 e em um terninho da Valentino. Em 2016, Selena apareceu em uma campanha para a Louis Vuitton.

 

“EU TENHO MUITA CERTEZA DE ONDE ESTOU. EU NÃO ME SINTO ERRÁTICA OU EMOCIONALMENTE INSTÁVEL. OU QUE EU NÃO CONSIGO LIDAR COM MEUA SENTIMENTOS, COMO ERA ANTES.”

Ela olha a sua volta na cafeteria – um marco para sua nova vida. “É tranquilo. É estranho. No momento que eu fiz 26 anos, eu me senti com 26 anos.” Eu rio porque é exatamente o tipo de coisa que uma mulher de 26 anos diria, mas sei o que ela quis dizer. “Agora eu tenho muita certeza de onde estou. Não me sinto errática ou instável emocionalmente. Ou como se não conseguisse lidar com meus sentimentos, o que não acontecia antes. É como se eu conseguisse me entender um pouco melhor. Eu ainda não tenho tudo compreendido, mas me sinto bem.”

Esse é o melhor momento para perguntar sobre o trabalho em “A Rainy Day in New York” com o Woody Allen. É difícil de associar a ideia de Selena trabalhar em uma instituição que lida com tráfico de mulheres mas ainda sim escolhe trabalhar em um filme de Woody Allen, que foi acusado de molestar sua filha de sete anos, Dylan Farrow, em 1992. (Allen nunca foi formalmente acusado, mas diversos atores mostraram arrependimento de ter trabalhado com ele). Para um exemplo pra jovens mulheres, parece uma escolha estranha. A mãe de Selena e sua produtora, Mandy Teefey, sentiu a mesma coisa, postando mais cedo esse ano no Instagram. “Desculpe, mas ninguém pode mandar Selena fazer algo que ela não quer. Eu tive uma grande conversa com ela sobre isso e não funcionou.”

Ano passado, um repórter da Billboard perguntou para Selena se ela considerou o passado de Woody Allen antes de assinar o contrato para A Rainy Day in New York, e sua resposta não foi boa. “Pra ser sincera, eu não sei como responder – não porque eu estou tentando me afastar disso. As alegações na verdade aconteceram depois de termos começado a fazer o filme. Elas surgiram no meio das gravações. E isso foi algo que eu tive que enfrentar e discutir. Eu dei um passo pra trás e pensei: ‘Nossa, o universo funciona de forma interessante.’”

Quando eu pergunto se há algo que ela gostaria de dizer agora, ela recusa. “Eu acho que é melhor não.”

Esse comentário — ou não comentário, na verdade — é como uma coisa que acende fogo na máquina de indignação online. Ela costumava monitorar todo aquele feedback em tempo real, e o barulho era incessante. Ela queria gritar: “Eu posso fazer o que eu quiser! Não coloque palavras na minha boca!” Mas ela não parece se importar mais. “Eu não estou na internet”, ela diz claramente. “Eu não estou na internet há meses. Eu não tenho minha senha do Instagram. Não tenho apps no meu celular, nem aplicativos de edição de fotos. Eu tenho o Peak, um jogo que estimula o cérebro.” (Gomez ainda atualiza o Instagram pelo celular de sua amiga, que tem acesso à conta dela.)

“A razão é, isso não é real para mim”, acrescenta ela. “Eu sei que minha voz é muito proeminente, mas não sou descuidada com isso. Sou seletiva. Quanto à minha vida pessoal, alguém me vê tomando um copo de vinho? Eu não ligo pra isso. Eu não estou tentando esconder. Essa é minha vida. Eu estou vivendo do jeito que eu quero viver isso. Mas é sobre fazer um esforço consciente — se eu puder ter um momento para estar com os meus amigos, vou aproveitar esse tempo. Então não tenho nada disso. Eu tive que tomar essa decisão.”

Os paparazzi ainda a perseguem sempre que ela está em Los Angeles. Depois da notícia de que Demi Lovato, sua amiga de infância, havia sofrido uma aparente overdose, uma foto de Gomez, parecendo chateada, apareceu online. São seis dias depois, e Lovato ainda está no hospital, supostamente devido a complicações da overdose. E isso é devastador. Gomez começa a falar sobre isso, depois fica engasgada. “Tudo o que eu estou dizendo é que eu me aproximei pessoalmente. Eu não fiz uma coisa pública. Eu não queria. Eu… eu a amo. Eu a conheço desde os sete anos. Então… é isso que eu vou dizer.

Nosso tempo está acabando, e Gomez deve ir ao estúdio de gravação em breve, onde ela está dando os últimos retoques em seu álbum. Ela está lançando singles lentamente, incluindo “Back To You”, da segunda temporada de 13 Reasons Why da Netflix, no qual ela também atua como produtora executiva. Nenhuma viagem inspiradora ao México foi necessária, ela disse, apenas paciência.

Inicialmente planejamos ir ao estúdio de gravação juntos, mas a equipe de gerenciamento rejeitou a ideia, achando que era muito cedo para compartilhar. Mas Gomez não pode se ajudar. Ela disse que a música é diferente de tudo o que ela fez antes — reconhecendo imediatamente que é algo que os artistas sempre dizem, mas raramente cumprem. Ela chama a nova música de “funky“. “Eles provavelmente vão me matar”, diz ela, antes de dizer ao seu segurança para aumentar o volume dar play em uma faixa nova.

Uma batida contagiante entra em cena. Há a voz de Selena, soando confiante; a faixa parece mais com Prince do que com a garota que murmurou: “Venha e pegue”.

“Veja!” ela diz. Ela quer provar que a música é uma saída, e definitivamente é, mas há mais nisso, eu acho. Ela não queria falar sobre sua vida amorosa hoje — ou nunca, na verdade. E ela certamente não comentará diretamente sobre o envolvimento no turbulento noivado de Bieber e Baldwin (eles também fazem parte da Hillsong). Como sua famosa amiga, Taylor Swift, que salva seu vitríolo para suas letras, parece que Gomez também quer deixar a música dizer exatamente onde está seu coração.

Eu tenho que anotar a letra rapidamente. Ela canta sobre tirar um homem de sua vida depois de “1.460 dias” e “limpar meu quadro”. “Sem você,” ela canta, “eu não penso demais nisso.” O gancho é algo assim: “Eu estou bêbada e eu posso muito bem te falar, tirei você da minha cabeça agora.”

Ela não consegue deixar de cantar junto, parecendo mais feliz e mais relaxada do que o dia todo, e certamente mais do que quando nos conhecemos anteriormente. A música termina e ela aperta o play em uma segunda faixa, que também aborda sua independência, desta vez de um homem que não a respeita. “As minhas ambições eram muito altas?” Ela canta, declarando: “Amor, você é tão distante. Por que você não reconhece que eu sou muito rara?”

MESMO QUANDO VOCÊ É IMPERFEITO, MESMO QUANDO ESTÁ SE SENTINDO INÚTIL, VOCÊ É INCRÍVEL.

Ela me conta sobre uma música do álbum chamada “Flawless” (sim, o mesmo título da faixa de Beyoncé). “Significa que através de todas as suas imperfeições, você é perfeita. Você não está se esforçando. Sou eu incentivando uma versão mais jovem de mim mesma. Mesmo quando você é imperfeito, mesmo quando se sente inútil, você é perfeito. É uma música que eu vou cantar para o resto da minha vida.”

Tradução e Adaptação: Selena Gomez Brasil | fonte

Postagem por: Lívia Bastos
09.06.2018

Graças ao grande sucesso das primeiras histórias, Hotel Transilvânia vai estrear seu terceiro filme este ano. Intitulado de “Hotel Transilvânia 3: Férias Monstruosas” no Brasil, o filme estreará dia 12 de Julho em nosso país e 13 de Julho mundialmente.

Faltando apenas um mês para a estreia do filme que conta com a voz de Selena Gomez na personagem principal, nós resolvemos fazer esse post com todas as informações divulgadas sobre Hotel Transilvânia 3 até agora. Confira só:

Hotel Transylvania 3: Summer Vacation

Hotel Transilvânia 3: Férias Monstruosas

Direção: Genndy Tartakovsky
Escrito por: Genndy Tartakovsky e Michael McCullers
Produzido por: Sony Pictures Animation
Elenco: confira todo o elenco clicando aqui
Trilha sonora: clique aqui
Enredo: Conde Drácula (Adam Sandler) Mavis (Selena Gomez) Jonathan (Andy Samberg), e o resto da turma decidem sair de férias em um luxuoso cruzeiro chamado Monster onde acaba se apaixonando pela capitã do navio Erika. No entanto ela é secretamente bisneta de Van Helsing o temido caçador de monstros e inimigo de Drácula, cegado pelo amor. Cabe a Mavis e a turma salvar o navio e impedir Erika e salvar Drácula antes que seja tarde demais.

 

“Eu amo a sensação de fazer as pessoas rirem, porque não há um sentimento melhor no mundo. Não seria um período de férias sem alguma aventura, então nós temos muitas coisas divertidas.”

— Selena Gomez sobre Hotel Transilvânia 3.

Fotos Promocionais

 

Pôsteres

 

Stills

 

Cards

 

A coletiva de Imprensa de Hotel Transilvânia 3

Aconteceu no estúdio da Sony Pictures Animation em Culver City, na Califórnia, no dia 11 de abril. Selena Gomez marcou presença com a grande parte do elenco de dubladores.

 
 

Postagem por: Lívia Bastos
06.06.2018

Com o sucesso, polêmicas e um fim deixando assuntos inacabados, a Netflix e todos os responsáveis por 13 Reasons Why resolveram adicionar mais uma temporada à série. Nesta tarde (06), foi publicado um teaser inédito em todas as redes sociais de 13 Reasons anunciando a terceira temporada para 2019. Confira:

Tudo o que sabemos até agora é que a nova temporada não contará mais com a personagem Hannah Baker como personagem principal e ela não aparecerá mais na futura história da série. O que será que vem por aí?

Saiba tudo sobre a segunda temporada de 13 Reasons Why

Nome: Selena Gomez Brasil (SGBR)
Desde: 21 de Setembro de 2008
Webmiss: Érika Barros
Co-webmaster: Samuel Rodrigues
Design & programação: Dieux Design & Luana Machado
Entre em contato com nosso site