Postagem por: Julia Brum
18.06.2019

Sendo Selena Gomez a terceira pessoa mais seguida do Instagram e a primeira pessoa atingir a marca de 100 milhões de seguidores, a cantora tem grande importância para a plataforma. Após uma declaração recente de que a performer teria deletado o aplicativo pois ele “a deixava para baixo”, Adam Mosseri, atual CEO do Instagram, declarou que ele estaria desapontado com a declaração da cantora. Confira abaixo a matéria traduzida do “Business Insider”:

O CEO do Instagram, Adam Mosseri, revelou que estaria “desapontado”ao saber que a atriz Selena Gomez havia deletado o aplicativo do Instagram de seu celular – apesar do mesmo alegar que a experiência da cantora não pode ser comparada a de um usuário comum. Gomez tem 152 milhões de fãs no Instagram, o que significa que ela é a terceira pessoa mais seguida na plataforma, atrás apenas do jogador de futebol Cristiano Ronaldo e da cantora Ariana Grande.

Na semana passada, a atriz disse em um talk show matutino que se livrou do aplicativo em seu telefone para seu próprio bem-estar. “Pessoalmente acho que faz realmente muito mal pra saúde dos jovens, incluindo eu mesma, gastar todo o tempo deles fixando todos esses comentários e deixando essas críticas tomarem conta de você… isso estava me afetando”, disse Gomez, que tem sido uma grande porta-voz nos últimos anos sobre o efeito da mídia social no bem-estar mental das pessoas.

Falando à BBC Radio 1 “Newsbeat”, Mosseri disse que ficou “desapontado” ao ouvir que Gomez deletou o aplicativo, mas afirmou que Gomez não é seu típico usuário do Instagram. “Ela tem mais de 100 milhões de seguidores, é um outro mundo”, disse Mosseri. “Precisamos ter certeza de que famosos e pessoas que trabalham com o Instagram como ela, estão se sentindo confortáveis com a plataforma, sem ficar deprimidos”, disse ele, acrescentando que as ferramentas que o Instagram precisa construir para proteger adolescentes de coisas como o bullying são “muito diferentes.”

No entanto, ele disse que “adoraria ouvir” de Gomez sobre o que ela acha que pode ser feito para melhorar a plataforma. “Nós gostamos das críticas, gostamos de conversar”, disse Mosseri. Mosseri admitiu que o Instagram não acompanhou a chuva de conteúdo negativo que se espalhou na plataforma. “Fomos menos focados nas desvantagens de conectar pessoas. A tecnologia não é boa ou ruim – simplesmente é algo que as próprias pessoas se aproveitam da forma que acharem melhor”, disse ele.

Tradução e Adaptação: Selena Gomez Brasil

Categorias: Instagram; Notícias
Postagem por: Samuel Rodrigues
17.06.2019

Oficialmente lançada nos Estados Unidos na última sexta-feira (14), a comédia zumbi “The Dead Don’t Die”, de Jim Jarmusch, abriu com 2,35 milhões de dólares em 613 cinemas no final de semana, fazendo uma média de U$ 3827.00 por cinema, números que assinalam a melhor semana de estreia na carreira do diretor.

O longa, que traz Selena Gomez dando vida à personagem Zoe, já ultrapassa a marca de 5,45 milhões mundialmente. No Brasil, a estreia está programada para o dia 11 de julho.

Categorias: Notícias
Postagem por: Samuel Rodrigues
14.06.2019

Na tarde desta sexta-feira (14), o tabloide Refinery29 publicou sua resenha do longa “The Dead Don’t Die”, estrelado por Selena. Confira a tradução abaixo:

Selena Gomez não dura muito em “The Dead Don’t Die”. Sua personagem, Zoe, chega a Centerville, EUA, dirigindo o que o atendente do posto de gasolina chama de um carro no estilo “George Romero”, bem no meio de uma epidemia de zumbis. E já que ela é a solteira de shorts curtos, é praticamente lei de filmes de terror que ela esteja entre as primeiras a morrer.

No entanto, sua curta performance está entre as mais memoráveis do mais recente filme de Jim Jarmusch, que conta com um elenco de estrelas, incluindo Adam Driver, Bill Murray, Chloe Sevigny, Steve Buscemi e Danny Glover. A personagem de Gomez é claramente uma “garota legal” no sentido mais obscuro da palavra; uma das piadas do filme tem o dono da cidade se referindo à Zoe e aos seus amigos como “descolados de Cleveland”, mas ela também tem um estilo qualidade fundamentada que nos atrai. Você quer ser amigo de Zoe. Você quer que ela lhe mostre onde ela compra os shorts jeans e as camisetas dos anos 1970, para que você também possa parecer que saiu do set de Jaws. Você quer que ela perceba você, concentre sua atenção em você, sorria para você. Para citar uma frase da internet estranhamente mórbida usada para descrever esse tipo de grande energia feminina, você quer que Zoe te atropele com aquele carro escorregadio dela.

Esse é o poder de uma boa performance de Selena Gomez. E é uma triste reflexão sobre nossos próprios preconceitos que, apesar de suas muitas conquistas, ela ainda não está recebendo o reconhecimento que merece. De muitas maneiras, ainda pensamos nela em esteriótipos: uma criança da Disney, uma influenciadora de mídias sociais, aquela cantora que é amiga de Taylor Swift, ou a garota que namorou Justin Bieber.

No início desta semana, Bill Murray admitiu que havia julgado mal sua co-estrela, com quem nunca havia falado ou se encontrado antes de trabalhar juntos nesse filme, baseando-se nos 152 milhões de seguidores dela no Instagram. “Descobri que gosto dela”, disse à revista PEOPLE na premiere de “The Dead Don’t Die”. “Aprendi que qualquer preconceito que eu tivesse sobre alguém que tivesse 55 milhões de seguidores em algo, talvez eu achasse que ela era diferente do que acabou sendo, eu gostei muito dela “. Mesmo assim, os comentários anteriores de Murray sobre Gomez desmentem como a maioria das pessoas se sente sobre celebridades jovens e femininas: elas não levam isso a sério. “Eu realmente gosto dela”, ele falou à Vanity Fair depois que uma foto dele sussurrando em seu ouvido no Festival de Cannes se tornou viral. “Quero dizer, você ainda não pode me dizer quem diabos Selena Gomez, mas da Gomez eu realmente gosto. Ela é excepcionalmente brilhante. Ela é gentil e natural. Sempre fico feliz em encontrar algum tipo de ícone pop de que eu realmente goste”, acrescentou.

Aos 26 anos, Gomez pode traçar seus começos na tela de volta para Barney & Friends, no qual ela interpretou Gianna por duas temporadas. Ela, então, fez a transição para a Disney, onde teve participações especiais em The Suite Life de Zack e Cody ao lado dos gêmeos Sprouse, e Hannah Montana, antes de conseguir seu papel como Alex Russo em The Wizards of Waverly Place, que durou de 2007 a 2012.

Ao longo dos anos, ela fez dublagem na franquia Hotel Transylvania, estrelou o independente de Sundance, “The Fundamentals Of Caring”, comédias blockbuster (Neighbours 2: Sorority Rising, Behaving Badly), um thriller (Getaway, ao lado de Ethan Hawke) e um indicado ao Oscar (The Big Short), e um filme cult verdadeiramente icônico (Spring Breakers). Ela lançou dois álbuns de estúdio solo, um EP, mais três álbuns como Selena Gomez & The Scene, realizou cinco turnês globais e foi produtora executiva de um dos maiores sucessos da Netflix, 13 Reasons Why.

Fora da tela, ela deu o que falar com sua amizade com Taylor Swift, com seus relacionamentos de alto perfil (com Nick Jonas, Bieber e The Weeknd), e sua batalha contínua com o diagnóstico de lúpus que exigiu um transplante de rim em 2017. Seus problemas de saúde fizeram com que ela desse um passo para trás nos últimos dois anos, enquanto cuida de seu corpo e sua mente.

Mas o fato permanece: Gomez é uma presença magnética na tela, que eu adoraria ver mais. Antes de “The Dead Don’t Die”, ela estava programada para estrelar A Rainy Day, de Woody Allen, em Nova York, com Timothée Chalamet, Elle Fanning, Jude Law, Diego Luna e Liev Schreiber. Mas o filme, que deveria ser distribuído pela Amazon antes de a empresa encerrar seu relacionamento com o diretor, não será lançado nos Estados Unidos.
Eu vi o trailer. Em outro universo, ou uma década atrás, em que estrelar um filme de Woody Allen não era um motivo de controvérsia, a performance de Gomez provavelmente seria aclamada como um ponto de virada.

Antes de James Franco se tornar uma figura controversa, ele dirigiu Gomez, seu colega de Spring Breakers, em In Dubious Battle, de 2016, o vagamente adaptado romance homônimo de John Steinbeck. Ela interpretou Lisa, uma jovem mãe da era da depressão, o que foi considerado pelo Refinery29 uma séria saída para sua carreira de atriz.

“Se ela fosse autorizada a estrelar papéis mais do que apenas adolescentes com interesses adolescentes, ela mostraria sua maturidade e força inatas”, disse Franco à Refinery29 na época. “Ela teve que enfrentar pressões e escrutínio em uma idade jovem que a maioria nunca enfrentaria em toda a vida. Assim, quando ela é capaz de mostrar a força e liderança que ela desenvolveu, ela brilha”. Gomez provou repetidamente que ela tem a habilidade. Agora, vamos dar a ela os importantes papéis que ela merece e não no sentido da saborosa refeição zumbi.

Categorias: Notícias
Postagem por: Samuel Rodrigues
13.06.2019

Na noite da última terça-feira, 11, Selena esteve no programa The Tonight Show, da emissora NBC, após quatro anos distante dos holofotes da televisão norte-americana. A cantora cedeu uma entrevista ao talk show apresentado pelo Jimmy Fallon e participou do quadro “Hot Ones” ao lado do comediante, no qual foi desafiada a experimentar molhos picantes. Já na manhã de ontem (12), a estrela concedeu entrevista ao LIVE with Kelly and Ryan. Confira trechoS a seguir:

THE TONIGHT SHOW

Jimmy Fallon: estou desesperado assim como você, mas, “cara”, aquela foi a melhor cena de todas. Ninguém viu; queria ter estado com uma câmera.
Selena Gomez: Hmm.

JF: olhe para você.
SG: sim, aquilo foi bem divertido.

JF: você está muito brava comigo.
SG: eu estava, tipo, vomitando no meu vestiário. Eu nunca mais vou fazer algo contigo novamente.

JF: eu fui ao seu vestiário e disse “você está bem?”, você virou e tinha…
SG: tipo, um monte de saliva estava descendo pela minha garganta.

JF: você tomou uma caixa…
SG: sim, eu tomei uma caixa de leite. Comi pão, comi arroz.

JF:e você disse “saia”.
SG: porque você continuou falando e pensou que iria ajudar e eu estava meio que “apenas pare, só saia”.

JF: [minha boca] estava ardendo também. Eu nem pensei. Eu estava “cara, aprendemos nossa lição com o molho Buffalo hoje, mas estes foram para valer”. Você é uma atriz experiente e me intimidou, porque você estava tipo “ah, esse é de boa, vou apenas colocar para baixo” e eu estava “lambendo minhas asinhas e tentando devorá-las”, mas isso foi loucura.
SG: por que estamos os colocando aqui?

JF: bem, pois quero ver onde você se desesperou. Foi no Da’ Bomb?
SG: sim, foi, no terceiro, não é?

JF: ou foi no segundo? O Scorpion começou a arder um pouco.
SG: o Scorpion… não importa, eles são ardidos.

JF: mas, cara, é doido. De qualquer maneira, obrigado por participar.
SG: eu vou prová-los outra hora, porém de forma diferente.

JF: sério?
SG: sim.

JF: você fica de bem com o ardido. Obrigado por fazer isso. Você é sempre tão divertida.
SG: obrigada.

JF: nós a amamos. Deem as boas-vindas à Selena Gomez. Vamos à entrevista. Conte-me sobre você. Está trabalhando em um novo álbum?
SG: na verdade, eu o finalizei.

JF: finalizou?
SG: sim. Eu tenho que aperfeiçoar algumas coisas nele, mas estou aliviada. Levou quatro anos para que eu me sentisse bem com esse disco, porque passei por grandes momentos em minha vida; era sobre como eu iria absorver e como iria me sentir bem de verdade, então continuei seguindo em frente e estou aliviada agora.

JF: há algum gênero predominante nas músicas desse álbum?
SG: acredito que sempre haverá uma forte essência pop na minha música. No entanto, definitivamente, explorei guitarra elétrica e acústica. Trata-se de diferentes momentos em que sinto qual é o meu caminho para a música; viver nesse mundo e amadurecer.

JF: você pode fazer tudo. Você realmente atinge todo mundo. Porém, quando a vejo performando ao vivo, já a vi performando ao vivo inúmeras vezes, você prefere apresentar baladas (canções sérias) ou conversar com seus fãs ou as musicas pop dançantes?
SG: sim, eu diria que, com certeza, prefiro a conexão emocional. Amo tudo de que posso ser parte e fazer, mas, especificamente, algo que se conecta às pessoas em um nível emocional é minha parte favorita.

JF: eu, pessoalmente, amei a [canção] que você fez com a Julia Michaels, “Anxiety”.
SG: obrigada.

JF: ficou ótima. Amei muito. Eu apenas adoro a sua voz. Estava ouvindo e amo a voz dela também. Pensei “que combo ótimo”.
SG: sim. Bem, ela, na verdade, tem sido minha parceira de composição nos últimos quatro anos.

JF: sério?
SG: nós tivemos nosso primeiro grande número 1 juntas: “Good For You”.

JF: ótimo. Foi uma grande dupla e adoro demais essa música. Eu estava tipo “apenas quero mais e mais de você” e “quando a Selena irá vir”. Por favor, sempre que desejar e não iremos fazer o “Hot Ones” de novo. Prometo que não farei isso contigo outra vez. Mas, tivemos aventuras divertidas.
SG: sim.

JF: The Dead Don’t Die! Jim Jarmusch!
SG: sim!

JF: eu amo esse cara.
SG: eu também.

JF: ele é um dos diretores mais legais. Eu o adoro.
SG: ele é ótimo.

JF: como ele conseguiu fazer com que você participasse do filme? Você o conhecia?
SG: não, eu não o conhecia, mas, quando ele começou a formar o elenco, me chamou para um café, falou sobre sua filha e conversamos sobre como ela era minha fã, o que foi muito legal, e tive a oportunidade de estrelá-lo.

JF: que cara e elenco legais.
SG: sim.

JF: quero dizer, temos Chloe Sevigny, Bill Murray, Adam Driver. Como está o Bill?
SG: eu o vi na noite passada, o Bill está ótimo.

JF: ele é muito divertido.
SG: sim.

JF: você nunca sabe o que ele irá fazer.
SG: não, eu nunca sei. Eu nem sabia se ele iria aparecer.

JF: não tenho nem ideia.
SG: sim.

JF: você realmente não sabe o que ele irá fazer.
SG: sim.

JF: é apenas o jeito como ele vive.
SG: sim.

JF: mas eu vi uma foto dele sussurrando algo para você em Cannes. A princípio, o quão legal foi isso? Você estava em Cannes! Isso foi incrível.
SG: sim.

JF: todo mundo estava “o que ele estava sussurrando para a Selena? O que ele estava dizendo para ela? O quê?”
SG: nem foi… primeiro, irá parecer estranho, porém ele estava dizendo coisas bobas. Por exemplo, “você está linda esta noite” e, depois, olhava sério e perguntava “de onde você é?” e eu estava lá tentando ficar estática.

JF: sim.
SG: é isso que ele fez o tempo inteiro.

JF: apenas tentando te fazer rir?
SG: nas conferências de imprensa, ele tentava me cutucar com as coisas.

JF: passar bilhetinhos?
SG: sim, ele é divertido.

JF: ele é uma grande criança.
SG: ele é uma grande criança, cara.

JF: o filme é engraçado. Há zumbis, é tudo que você quer. É um pouco sangrento. Não quero dar spoilers, mas há uma cena em que o Adam Driver corta a sua cabeça.
SG: sim.

JF: vocês irão ver, é engraçado. Como fizeram isso?
SG: na verdade, foi minha primeira vez trabalhando com próteses, eles colocaram essa coisa enorme em torno do meu pescoço e adicionaram uma coloração nojenta e pegajosa por tudo.

JF: espere. Eles usaram a sua cabeça de verdade?
SG: sim.

JF: pensei que haviam usado uma cabeça falsa.
SG: não, eu estava lá. Basicamente, eles me sentaram em uma caixa de maçã.

JF: e onde estava o Adam? Não vou segurar sua cabeça.
SG: ok, bem, foi isso que ele fez. Adam teve que pegar meu cabelo e levantar para que minha cabeça meio que parecesse estar balançando.

JF: nunca ouvi falar disso.
SG: não, foi… bem, não sei como fazem isso. Apenas me diverti tentando.

JF: você estava balançando? O que você estava fazendo? Estava assim?
SG: ele estava puxando meu cabelo de modo que minha cabeça ficou balançando e eu tive posicionar meu corpo de acordo com onde a cabeça ia. Foi assustador e realmente divertido.

JF: sim, ótimo. Quero mostrar um trecho, aqui está Selena Gomez em “The Dead Don’t Die”. Olha isso.

LIVE WITH KELLY AND RYAN

Ryan: Bill Murray também está no filme. Como é trabalhar com ele?
SG: ele é muito legal.

R: ele é histérico por trás das câmeras?
SG: ele é uma das pessoas mais divertidas que já conheci. Ele é muito genuíno e gentil. Tivemos um bom momento. Se ele fosse 20 anos mais novo, eu, definitivamente, iria…

Kelly: sinto que o vi sussurrando no seu ouvindo em quatro ou cinco red carpets. O que ele estava sussurrando? Fiquei intrigada com que ele disse.
SG: ele apenas fala as coisas mais bobas. Ele me pergunta sobre cachorro-quente e depois fala outras coisas como “você está linda, Gomez” e “de onde você é?” e eu fico “não sei o que fazer”.

R: então, Selena, você tem mais de 150 milhões de seguidores no Instagram.
SG: sim.

K: nós temos uma pergunta, pois mal conseguimos lidar com 48 mil seguidores. Você costuma ficar online e interagir com seus seguidores?
SG: eu costuma interagir muito, porém se tornou prejudicial para mim e principalmente para jovens passar boa parte do tempo olhando comentários; começou a me afetar, me deixando depressiva e me fazendo sentir mal em relação a mim mesma, comecei a olhar de forma diferente para o meu corpo e coisas do tipo. Portanto… eu, na verdade, não tenho [o aplicativo] no meu celular. Quando quero me conectar com meus fãs ou ver coisas, uso no celular dos outros.
K: isso é interessante.

Categorias: Notícias
Postagem por: Samuel Rodrigues
11.06.2019

Na noite desta terça-feira (11), irá ao ar a entrevista de Selena Gomez ao “The Tonight Show”, programa apresentado pelo comediante Jimmy Fallon e transmitido pela emissora estadunidense NBC. O talk show tem início à 0h35min (horário de Brasília-DF). Confira abaixo como acompanhar a participação da cantora ao vivo:

Live stream: clique aqui

Categorias: Notícias
Postagem por: Samuel Rodrigues
11.06.2019

Durante sua passagem pelo tapete vermelho da première de “The Dead Don’t Die” em Nova Iorque ontem, 10, Selena posou para fotos, atendeu fãs e a imprensa presente no evento. Em breve entrevista ao Entertainment Tonight, a cantora declarou que seu próximo álbum já se encontra finalizado, além de comentar sobre como foi trabalhar ao lado de Bill Murray e sobre sua participação na edição do “Big Slick” deste ano. A estrela também falou sobre seu recente material fonográfico ao Access Online. Confira, abaixo, os vídeos e as traduções:

Entertainment Tonight

Está finalmente pronto (o álbum).
[…]
Eu acho que foi icônico trabalhar com Bill Murray. Ele não tem ideia de quem sou e se recusa a me chamar de Selena; ele basicamente me chama de Gomez. Ele é o melhor. Foi a melhor parte de ter trabalhado com ele. Em uma das cenas, ele pegou o carro da polícia e nos levou para um passeio; ele faz isso.
[…]
Paul, Jason e os outros criaram isso (o Big Slick) há 10 anos, começaram de baixo e é sobre retribuir ao hospital em que estiveram. É uma grande causa com ótimas pessoas por trás dela. Você consegue ver as crianças se animando, fazê-las sorrir e arrecadar todo esse dinheiro para elas, para fazer com que se sintam vistas e importantes. Isso será sempre parte do meu discurso enquanto eu viver.

Access Online

Entrevistadora: Primeiro de tudo, por que você quis participar deste filme doido de zumbi?

Selena: Primeiro, eu amo filmes de terror, amo o Jim Jarmusch e fazer algo com zumbis foi a cereja do bolo. Sou obcecada com esses filmes. Eu amo o enredo e este é mais como uma comédia de zumbi. Então, é leve e divertido e te faz pensar sobre algumas coisas.

Entrevistadora: Quando vi Bill Murray, pensei “isso deve ser engraçado”. Como foi trabalhar com ele? Ele é um cara divertido no set? Ele é intimidante?

Selena: Não, Bill não é intimidante. Ele é histérico. Ele simplesmente traz vida ao set. Ele me encontrava no trailer e cantava para mim. Ele é divertido.

Entrevistadora: O que você está vestindo hoje à noite?

Selena: Estou vestindo Celine.

Entrevistadora: Como você escolhe os looks? Porque você está maravilhosa.

Selena: Muito obrigada! Não sei, eu meio que gosto de moda pelo que ela é. Então é divertido, gosto de tentar as coisas e me sentir bonita; depende do meu humor. Às vezes gosto de estar séria e, às vezes, descolada.

Entrevistadora: Por fim, quero dizer que você sempre volta e esteve com o Paul Rudd, é isso que amo sobre você. Vi a foto do Paul com a sua camiseta.

Selena: Então, aparentemente ele ganhou um presente; a camiseta com a foto da minha comunhão, eu fui criada no catolicismo. Ele a usou durante toda a noite depois de arrecadarmos 2,5 milhões para o hospital Children’s Mercy. Foi incrível.

Entrevistadora: Muito obrigada! E novas músicas em breve?

Selena: Sim, muito em breve. Estou aliviada que está chegando ao fim.

Categorias: Destaque; Notícias
Nome: Selena Gomez Brasil (SGBR)
Desde: 21 de Setembro de 2008
Webmiss: Érika Barros
Co-webmaster: Samuel Rodrigues
Design & programação: Dieux Design & Luana Machado
Entre em contato com nosso site