Postagem por: Equipe SGBR
08.04.2016

tf

Rob Burnett não poupa elogios quando se trata de Selena Gomez! Em uma nova entrevista concedida pela Shake Fire, o diretor do filme “The Fundamentals Of Caring“, – no qual Selena atua – falou um pouco sobre conhecer a cantora e atriz. Confira abaixo a tradução:

SF: Selena Gomez, que é conhecida por ser uma cantora e estrela pop, tem um papel nesse filme. O que você viu nela como atriz? O que ela traz ao filme?

Rob Burnett: Eu vou te falar sobre Selena. Eu nunca cruzei por ninguém que trabalhasse tão duro igual ela. Ela é o tipo de pessoa que poderia facilmente se sentar e aproveitar sua fama, mas ela parece ter um entendimento sobrenatural de que a fama, sem realizações, não é nada. Surpreendentemente, essa jovem está sempre tentando melhorar a si mesma, e ela tem uma tremenda capacidade crua. Eu tenho muito orgulho de a conhecer.

Postagem por: Equipe SGBR
11.03.2016

711063

 

Alguns meses após sua estreia como o filme da Noite de Encerramento do Sundance Film Festival de 2016, The Fundamentals of Caring foi confirmado essa semana como o filme da Noite de Abertura do Atlanta Film Festival, que acontecerá entre os dias 1 e 10 de Abril. Confira abaixo parte da matéria publicada pelo site do evento:

“(…) Para começar o festival de 40º aniversário, ATLFF tem o prazer de receber um filme feito em Atlanta, THE FUNDAMENTALS OF CARING, como a apresentação da Noite da Abertura. As estrelas do filme Paul Rudd, Selena Gomez e Jennifer Ehle foram filmados em Atlanta no ano passado. É esperado que o diretor do filme, Rob Burnett (WE MADE THIS MOVIE, The Late Show with David Letterman), retorne a Atlanta para participar da celebração da Noite da Abertura.”

Para ver a matéria original completa no site do festival, clique aqui.

Postagem por: Equipe SGBR
12.02.2016

18

Recentemente, o diretor de The Fundamentals Of Caring, Rob Burnett, compartilhou sua experiência no festival Sundance, onde o filme, que conta com a participação de Selena Gomez, foi exibido. Você pode conferir abaixo o trecho em que o mesmo fala sobre a atriz e cantora abaixo:

Selena veio de Dallas e juntou-se a nós um pouco mais tarde. Ela estava com uma gripe horrível e fiquei comovido que ela tivesse vindo para apoiar o filme. Vamos falar do Paul e da Selena aqui, visto que é a pergunta que mais me fazem. Como eles são? Sobre a Selena – onde começar? Eu já disse em entrevistas a maneira única como ela entrou no projeto. A manager dela marcou um encontro entre nós dois. O aspecto interessante: não me disseram com quem eu iria encontrar. Me falaram apenas que era uma atriz famosa, que tinha muitas propostas de filmes e o meu era o único que ela queria fazer. Quando eu abri a porta do meu escritório, ali estava Selena Gomez. Eu só conhecia ela pelas suas apresentações musicais no Late Show. Meus filhos a assistiam em “Os Feiticeiros de Waverly Place”. A minha primeira impressão dela ali sozinha foi de que para todas aquelas fotos dela arrumada, para todos os fãs, para todo o seu tamanho, ela era apenas uma criança. Ela não era muito mais velha que as minhas próprias filhas. Ela meio que parecia uma das amigas delas. Nós conversamos por duas horas e incrivelmente – impossivelmente –  eu descobri que ela não era afetada pela sua fama e tamanho no mundo. Ela parece ser uma rara pessoa com abundantes dons naturais, mas que se recusa a depender deles. Ela evita uma vida fácil de fama e estrelato e, em vez disso, escolhe trabalhar, trabalhar e trabalhar para melhorar cada vez mais . Ela tem uma compreensão sobrenatural de que a fama sem feitos não é nada. Vi alguém comentar em algum lugar que eu provavelmente coloquei a Selena Gomez no filme porque ela era Selena Gomez. Isso não poderia estar mais distante da verdade. O filme foi financiado antes da Selena entrar para o elenco e, verdade seja dita, ela fez a audição para o filme diversas vezes. Ela conseguiu o papel porque arrasou nas audições. Ponto final. E depois foi arrasar nas gravações. Ela mereceu tudo. Ela teve de trabalhar mais do que uma atriz menos conhecida para conseguir o papel. Durante uma das sessões de Perguntas & Respostas que fiz em Salt Lake, contei que a melhor maneira de resumir os meus sentimentos pela Selena é em relação às minhas filhas. Tenho mantido meus filhos afastados do show business por todas as razões óbvias, mas me vi ansioso para que as minhas filhas passassem o máximo de tempo possível com a Selena. Selena é um modelo natural para jovens mulheres –administrando facilmente uma vida complicada sem perder o seu foco. Ela foi adorável com as minhas filhas – ela e a Sydney foram à Soul Cycle juntas; ela e Lucy foram ao cinema. Sydney disse, “Ela parece uma das minhas irmãs da república [universitária]. Sempre esqueço que ela é a Selena Gomez”. Lucy disse coisas semelhantes. Isso é uma prova de grande amizade.

Além disso, foi divulgada uma nova entrevista concedida por Rob para o site Collider onde o mesmo conta que, na edição final do filme, uma cena incrível da Selena teve que ser cortada, e para ele, esse foi o corte mais difícil de ser feito. Confira o vídeo acompanhado dos trechos traduzidos abaixo:

[08:12] O que também ajuda e é extremamente importante, e eu acho que não é, talvez seja destacado nessa discussão é o quão bom seus atores são. Isso é tudo, isso foi como dirigir o carro mais rápido da corrida. Com Paul, Craig, que é incrível no filme, Selena, Megan, Jeniffer, todos eles são. Eles são tão bons que você não precisa 20 takes pra ter o que você precisa, você tem o que você queria em 1 ou 2 takes. E se você tem a oportunidade de tentar outra coisa, você pode. Mas se você tem os certos atores, faz tudo isso muito mais fácil.

[12:21] Teve algumas incríveis cenas da Megan em particular, da Selena. Selena tinha um linda cena que foi a mais difícil de cortar, mas apenas pareceu que nós tínhamos que mover daquele momento.

[13:12] Eu senti a necessidade de falar com a Megan e com a Selena, e falar para elas “Isso foi cortado, eu amei a sua atuação”, se eu não tivesse amado a atuação delas eu teria falado “Isso não saiu bom” porque a atuação delas são parte, elas estão fazendo o meu trabalho, então estamos naquilo junto.

Abaixo, você confere em nossa galeria, uma foto de Selena ao lado do filho do diretor, tirada nos bastidores do festival.

Postagem por: Erika Barros
31.01.2016

O site Vulture publicou hoje, 31, uma nova entrevista realizada com Selena Gomez e Paul Rudd no Sundance Film Festival. Os atores falam mais sobre “The Fundamentals of Caring”, caronas e dicas de viagem de carro. Confira abaixo:

**AVISO: A ENTREVISTA CONTÉM SPOILERS**

Esquiando. Eu estava pensando que poderíamos ir ao médico juntos. [Para Selena] Nós fizemos uma matéria em que ele me levou ao seu oftalmologista.
Rudd: Ela estava fazendo uma entrevista e ela disse, “O que você quer fazer? Quero ir almoçar?”. E eu disse, “Bem, eu quero ir ao meu oftalmologista hoje,” então ela me entrevistou enquanto eu tinha os meus olhos dilatados.
Selena: O quê? Eu amei isso! É meio que incrível.

Melhor entrevista de todos os tempos. Enfim, vocês realmente criaram um vínculo, dado o fato deste filme ser basicamente uma viagem de carro?
Rudd: Eu diria que nós nos demos bem logo de cara. Você não diria isso?
Gomez: [Risadas, coloca uma voz de locutora] Eu diria, Paul.
Rudd: Nós nos conhecemos neste filme e continuamos amigos desde então, e eu continuo abismado. Você sabe, eu tenho um evento de caridade todos os anos no Children’s Mercy Hospital com alguns amigos em Kansas City e a Selena simplesmente disse, “Sim, eu vou”. Isso foi após o filme.

Quanto do filme realmente imitou uma viagem de carro?
Gomez: Para mim, boa parte da viagem de carro foi com a tela verde, então as maiores memórias que eu tive com o pessoal foram em hotéis e lugares abandonados que eram meio assustadores.
Rudd: É frio e você passa a noite toda gravando, então você tende a ficar meio louco…
Gomez: Você fica delirante…
Rudd: …e todos os momentos de nos aproximarmos foram conosco em quartos de hoteis.
Gomez: E depois nós baixamos o aplicativo dos fantasmas. Lembra?
Rudd: Sim, isso mesmo! Você tem o aplicativo dos fantasmas!
Gomez: Nós estávamos procurando fantasmas, e ele fazia piadas para que eu pudesse acreditar que era real.

Vocês encontraram algum?
Gomez: Sim, eu acho que o nome dela era Cathy ou algo assim?
Rudd: Bonnie? Eu nunca ouvi falar disso, você tem no seu celular e se você estiver próximo a um fantasma, ele te fala. Eu acho que o primeiro era, “Opa! O Douglas está aqui!”
Gomez: [Risos] As 3 da manhã qualquer coisa é entretenimento.

Selena, você foi a única garota durante uma boa parte desse filme. Os meninos ficaram protetores com você?
Gomez: Eu definitivamente sempre me senti segura. Sim.
Rudd: Eu acho que nós éramos protetores, você sabe, não importa onde estávamos filmando, as pessoas da cidade divulgavam e todos sabiam que a Selena estava no filme. Então nós estávamos gravando e de repente milhares de pessoas apareciam. Mas a Selena é tao profissional e tão bondosa que após as gravações ela sempre ia conhecer todos e dar um oi.

Você era como O Flautista de Hamelin chegando na cidade?
Gomez: Não o tempo todo mas, sim, quando nós estávamos fora ou gravávamos em lugares que eram no meio da cidade. Mas foi calma, foi legal.

Eles não ficavam tipo, “O Homem-Formiga está aqui!”?
Rudd: Não, eles não ficavam. [Risos]

Vocês boas pessoas para viagens de carro na vida real?
Are you good road trip people in your real lives?
Gomez: Assim, eu saio em turnê, então é como se fosse uma longa viagem de carro para mim. Eu gosto de dirigir. Sou do Texas, então leva uns 3 dias para passar por todo o estado. Eu sou boa para viagens de carro, eu acho.

O que torna uma pessoa um bom viajante?
Gomez: Um, músicas? Você precisa ter um bom gosto para músicas.
Rudd: Você precisa escolher uma variedade de lanches. Qualquer pessoa que vai sair em viagem de carro e não quer levar uma variedade de lanches, é uma pessoa que provavelmente não quer ter no carro.

Sim, você não quer alguém que acha que Craisins é um bom lanche.
Rudd: Craisins são bons! Mas você também precisa ter tipo, uma cafeteira grande, você precisa de doces, você precisa de batatas, você precisa de amendo-iiiiins – você precisa de uma grande variedade.
Gomez: Amendo-iiiiins! [Risos]

O seus personagens estão em uma missão para visitar a Maior Cratera do Mundo. Foi realmente uma linda experiência para vocês?
Rudd: Sendo bem honesto, não era a maior cratera do mundo. Era uma cratera bem grande e foi bem legal.
Gomez: Foi lindo, mas estava congelante. E depois, – aviso de spoiler! – nós tivemos que cuidar de um bebê e a cena do parto. Foi um pouco estressante na cratera.
Rudd: Foi difícil. Não foi divertido, sério. [Faz bico] Atuar é muito difícil, pessoal!
Gomez: Paul, fique quieto! Viu, eu não consigo fazer nada – tudo o que eu fiz foi dar risada o tempo todo.

Então, por que vocês gostaram tanto do roteiro? Aliás, eu realmente amo a história de amor do Trevor e da Dot. É tão doce.
Gomez: Obrigada. Eu não tinha lido o livro quando recebi o roteiro, mas eu me identifiquei muito com os personagens. Eu entendi que eram três pessoas danificadas que estavam passando por suas jornadas individuais, eu estava ir lá. Eu queria fazer todas as coisas que podia fazer com ela. Então eu fiz o teste três vezes.

Então você queria -muito.
Gomez: Eu queria, sim. [O roteirista-diretor Rob Burnett] perguntou se eu cortaria o meu cabelo. Obviamente, eu não acho que ele me via no papel que ele estava escrevendo no roteiro, mas nós montamos e criamos um look, arrumamos o cabelo e tudo deu certo. Foi muito divertido.
Rudd: Eu fui atraído pelo roteiro. Eu achei que ele era bem divertido, doce e tocante, e eu gostei de todos os personagens. Eu gostei de como todos estavam lidando com seus próprios dramas e ainda assim eram engraçados uns com os outros e com as situações. Ben e Trevor têm formas humorosas de lidar com a situação que eu gostei muito. E depois eles conhecem a Dot, personagem da Selena, que é um tipo direto mais do que eles são. De certa forma, eles não sabem como lidar com ela, e ela vem pra esse mundo e bagunça tudo ainda mais. No geral, é engraçado. Você está lidando com uma situação triste e difícil, mas não é sentimental ou sarcástica. Na verdade, é o oposto disso.

O que eu realmente gosto na Dot é que ela não se sente mal pelo Trevor. Ela é tipo, “Qual é o seu problema?”
Gomez: Eu acho que as pessoas podiam ser um pouco mais assim, porque eu amo o fato dela não ter medo de dizer o que pensa. E não é tão grosseiro. É meio que equilibrado por como ele quer ser um protetor, perguntando da onde eu sou, onde está a minha família, e depois eu acabo – sem levar em conta a condição dele- me apaixonando pela pessoa que ele é, o que eu acho que é amável.

Paul, você praticou como pegar essa jovem menina pedindo carona sem parecer estranho?
Rudd: Sim, eu pratiquei. Eu sai por um mês antes das gravações e tentei encontrar o máximo de jovens pedindo carona que eu pude, e eu as levava onde elas queriam ir, ao menos que fosse muito longe. [Risos] Essa foi toda a preparação que eu tive.

É uma parte tão estranha do filme. Como você convence essa jovem menina de que você é legal e que você não é, como ela fica dizendo, um pervertido.
Rudd: Bem, há uma coisa sobre atuar…[risos] – Oh Deus!
Gomez: Não faça isso.
Rudd: Você sabe, Stanislavski disse – [Levanta] Ai meu Deus, os meus órgãos estão falhando. [Cai no sofá]
Rudd: Oh, eu poderia facilmente ter vibrações de um pervertido.
Gomez: Por sorte, você não tem vibrações de pervertido, Paul. Isso é algo bom.

Vocês já pediram carona?
Gomez: Eu já me deu mal por fazer isso! Eu fui pro lado de fora e fiz isso quando tinha 8 anos de idade. Eu me dei muito mal porque dois carros pararam, e depois eu corria pra dentro porque eu tinha medo.

Rudd:
Gomez:
Onde você achava que iria?
Gomez: Eu não sei! Eu vi em um filme e pensei em tentar.

Graças a Deus que eles não te levaram.
Gomez: Eu sei! [Risos] Eu estava pedindo para ser sequestrada.
Rudd: Eu já pedi carona algumas vezes, mas apenas em situações emergenciais, e essa é a única hora em que não tem problema pedir carona.

Você tinha ficado sem gasolina ou algo?
Rudd: Uma vez eu estava a caminho do aeroporto e o táxi em que eu estava quebrou. E eu precisava pegar um voo, e eu sabia que não daria. Então todos aqueles carros estavam indo para o aeroporto; eu podia dizer pois não estávamos longe do JFK. Então eu pedi carona, um incrível casal – a menina se chamava Ali Brown, eu ainda recordo – me pegou e me levou ao aeroporto. Outra vez, foi para o meu primeiro emprego. Eu estava trabalhando no musical “Sisters”, e eu tinha um carro que sempre quebrava. Sempre. Eu tinha 22 anos ou algo assim, e eu sempre pedia para o meu colega de quarto da época, ‘Você pode me levar pro trabalho, pra Warner Bros ou pro set?’. Ele me levava relutantemente. Pequeno detalhe: nós tivemos que fazer um acordo. Ele estava tão bravo que o acordo era que quando nós entrássemos no carro, ele podia respirar no meu rosto por um minuto, pois ele tinha o pior bafo pela manhã, e eu tinha que sentir. E depois ele me levava pro trabalho.
Gomez: Meu Deus. Esse é o acordo mais estranho.
Rudd: Era muito estranho, mas esse era o acordo. E ele estava ficando tão bravo de ter que fazer aquilo daquela vez, eu estava tipo, ‘Certo, o meu carro está de volta ao mecânico’, ele quebrou novamente. E eu pensei, Meu Deus, eu não posso pedir pro meu colega me levar e eu preciso chegar ao trabalho. Era o meu trabalho de verdade como ator. E era muito longe para pegar um táxi, então eu comecei a pedir carona. Ninguém estava me pegando. Eu estava do lado de fora de um shopping. E eu me lembro, tinha um cara saindo de uma loja de conveniências, e eu corri até ele e disse, ‘Existe alguma chance de você me levar pra Warner Bros?’. Eu estava com o roteiro. Eu disse, ‘Eu preciso chegar ao trabalho. Esse é o programa em que eu estou, esse é o personagem. Eu não estou mentindo. Você pode me ajudar, por favor? Eu te dou 20 dólares se você me levar’.
Gomez: Ele te levou?
Rudd: Ele estava tipo, ‘Você está falando sério?’. Ele meio que se assustou, mas disse, ‘Você está nesse programa, mesmo?’. E eu disse, ‘Sim, eu prometo’. Ele disse, ‘A minha esposa assiste esse programa, então, sim, eu vou te levar’. E ele me levou pra Warner Bros. [Risos]

Selena, você ficou com medo após tentar fazer isso com 8 anos?
Gomez: Eu me dei tão mal! Eu era uma criança! Eu não sabia o que estava fazendo. Sim, não, nunca mais.

Paul, última pergunta. O maior sonho do Trevor neste filme é fazer xixi em pé, então me diga, fazer xixi de pé é realmente a maior alegria da vida?
Rudd: Sim, é muito bom. [Pausa longa] Ganha de fazer cocô de pé.
Gomez: Meu Deus. Essa é uma ótima forma de terminar isso.

Postagem por: Equipe SGBR
30.01.2016

15

No dia de ontem, 29, Selena compareceu ao Sundance Film Festival, onde promoveu e compareceu à estreia de “The Fundamentals Of Caring”, seu novo filme, que será responsável por encerrar o evento. Por conta de problemas de saúde, a atriz teve que deixar a exibição antes do previsto, porém a mesma não deixou de passar pelo red carpet, onde posou ao lado de Paul Rudd, Craig Roberts, Rob Burnett, Jonathan Evison e mais. Confira todas as fotos e vídeo abaixo:

 

29.01 – SUNDANCE FILM FESTIVAL – “THE FUNDAMENTALS OF CARING” PORTRAITS

29.01 – SUNDANCE FILM FESTIVAL – “THE FUNDAMENTALS OF CARING” (GREEN ROOM)

29.01 – SUNDANCE FILM FESTIVAL – “THE FUNDAMENTALS OF CARING” PREMIERE (RED CARPET)

29.01 – SUNDANCE FILM FESTIVAL – “THE FUNDAMENTALS OF CARING” PREMIERE (INSIDE)

SELENAGOMEZ (SELENA GOMEZ)

“Finalmente vi o nosso filme hoje no Sundance!! Tão orgulhosa de ter o filme de encerramento – mal posso esperar para que vocês o vejam loooogo”

OUTROS

OUTROS

JANEIRO

[00:29] Foi ótimo! Rob, o diretor, tem um carinho por esse filme. E é sobre isso que o filme trata, são três pessoas quebradas que estão lidando com coisas que em alguns aspectos são relacionadas e inimagináveis, e conseguem tirar o amor disso e entender, você sabe, ele queria fazer algo que pudesse falar para as pessoas, é ótimo, estou honrada de fazer parte.

 


 

 

Postagem por: Equipe SGBR
27.01.2016

Selena Gomez spends another day with Craig Roberts and Paul Rudd on set

O site Variety postou uma nova entrevista feita com Selena Gomez, na qual a atriz fala sobre atuação, o filme The Fundamentals of Carng, 13 Reasons Why e mais. Confira a tradução abaixo:

Depois de “Spring Breakers” e uma participação especial em “The Big Short”, a ex-estrela da Disney Selena Gomez continua a expandir sua carreira no cinema com o indie Sundance “The Fundamentals of Caring”, no qual ela interpreta uma pessoa que pega carona na estrada. Netflix desembarcou os direitos de streaming em todo o mundo para a comédia de viagem estrelada por Paul Rudd e Craig Roberts (como uma adolescente com distrofia muscular) por US $ 7 milhões. Gomez irá para Park City no final desta semana para a estréia do filme, mas primeiro ela falou com a Variety sobre o papel, as pressões que as jovens mulheres enfrentam em Hollywood e querer dirigir[ uma série].

Como você conseguiu esse papel?
Minha assistente me mandou o roteiro e eu me apaixonei completamente e disse: eu quero uma audição. Ela disse: “Eu mencionei seu nome e eu estou tentando fazer uma situação surpresa, para que possa entrar e ninguém saber que é você.” Então Rob [Burnett, diretor] não sabia o que ele estava indo encontrar . Eu sabia que seria difícil para ele me ver nesse papel. Ele tinha muita hesitação. Eu fiz o teste mais duas vezes depois disso. Foi uma dos papeis que eu mais lutei para [conseguir]. Eu sabia que outras pessoas estavam lendo. Então, me sinto bem porque sinto como se eu tivesse merecido.

Você foi disfarçada para a audição?
Não não. Ele não sabia com quem ele iria se encontrar. Quando entrei na sala, ele disse, “Oh meu Deus.” Ele sabia quem eu era. Esse era o problema. Eu acho que é provavelmente o meu maior problema quando se trata de fazer filmes.

Qual é o problema?
Sendo conhecida de um modo diferente. Eu cresci assim. Minha intenção sempre foi ser uma atriz e cantora. Infelizmente, isso ficou meio nublado. Eu nunca quis estar em tabloides ou qualquer coisa assim. Eu acho que é maravilhoso agora. Eu tenho sido capaz de construir a minha plataforma por causa de quem eu sou por dentro e apenas fazendo o que eu amo, que é o filme, que é a música. Eu não sou alheia as colisões. Mas eu também estou preparada para continuar lutando por ele [papel].

E há um duplo padrão, porque as mulheres jovens em Hollywood têm um holofote sobre eles muito mais difícil do que os homens.
Sim, eu concordo completamente.

O filme foi recentemente adquirido pelo Netflix. Como você se sente sobre o consumo de filmes em uma tela pequena versus uma tela grande?
Eu não sei se eu tenho uma preferência. Eu amo Netflix. Acabei de vender um show para Netflix. Eu acho que é incrível, o tráfego que recebem. É tudo o que eu vejo quando estou em casa. Mesmo que seja no meu laptop, se eu estou viajando, é uma maneira diferente para as pessoas verem filmes, e eu gosto disso.

O que você pode me dizer sobre a sua série no Netflix?
É chamado de “13 Reasons Why.” Ele lida com o bullying e tem um aspecto meio de suspense, uma menina na escola que deixa essas 13 fitas para trás.

Você está estrelando também?
Eu não estou indo para estrela-lo. Eu não tenho certeza se vou fazer alguma coisa na tela com ele. Estou produzindo com a minha mãe. Minha mãe é a razão de eu ter feito “Spring Breakers.” Ela tem um gosto incrível de um modo estranho, legal. Quatro ou cinco anos atrás, ela encontrou este livro e se apaixonou por ele. Eu acho que eu ainda estava no colégio. Agora estamos aqui. Nós gastamos o nosso tempo com ele.

Eu não posso acreditar que sua mãe gostava da ideia de você estar em “Spring Breakers”.
Há uma abundância de entrevistas onde ela fica envergonhada – “Por que você diz às pessoas isso?” Quando as pessoas perguntam como eu vim parar esse projeto, eu sempre digo que é a minha mãe.

Será que você vai fazer uma sequência de “Spring Breakers”?
Ah não. Eu não faria nada que Harmony [Korine] não fizesse parte.

Quem você interpreta em “Vizinhos 2?”
Eu estou apenas no começo. Eu sou do tipo o oposto do que Chloe Moretz seria. Sou a presidente pomposa da fraternidade chata. Estamos fazendo coisas desagradáveis como estudar em nossa biquínis. Isso é o mais arriscado que fazemos.

Você quer continuar a fazer filmes?
Sim. Eu acho que há muito para eu explorar. Eu estou em um lugar com a minha música em que eu já passei por esta transição e me sinto com este álbum que eu tenho sido capaz de crescer como artista. Mas eu sinto que em atuar, eu ainda não cheguei perto do que eu sou capaz de fazer. Espero que eu possa continuar a crescer e melhorar. Eu sei que vai ter um monte de tempo, especialmente se a música continua a fazer o que ela faz.

Você se atrai por filmes independentes?
Eu acho que eu sempre fui atraída para indies, mas estou aberta.

Quantos roteiros que você lê?
Se eu estou gravando ou fazendo coisas para o álbum, eu não leio muito. Mas se eu estou em turnê, isso é tudo que eu faço, o que é difícil, porque tudo o que eu quero fazer é gravar um filme quando estou em turnê. É uma relação de amor / ódio.

Será que você nunca quer fazer nada por trás da câmera?
Eu sempre amei a idéia de dirigir. Eu não tenho certeza sobre a escrita – Eu não sei se isso seria o meu forte. Mas eu adoro filmar coisas. Eu adoro a captura de coisas. Adoro descobrir como a câmera funciona. Talvez um dia.

Selena usou seu Twitter para postar o link da matéria, com a legenda: “Fatos”.


Nome: Selena Gomez Brasil (SGBR)
Desde: 21 de Setembro de 2008
Webmiss: Érika Barros
Co-webmaster: Samuel Rodrigues
Design & programação: Dieux Design & Luana Machado
Entre em contato com nosso site