Postagem por:
Andressa Schmidt
30 nov.2020

Selena Gomez é a garota da capa da nova edição da revista VOGUE México, com artigo escrito e entrevista conduzida por Atenea Morales De La Cruz. As fotos foram feitas pelo fotógrafo Dario Calmese e já estão em nossa galeria:

Selena Gomez fala de saúde mental, altruísmo e o que ela é apaixonada

Ativismo político, um programa de culinária altruísta e uma linha de beleza que desafia os estigmas de saúde mental. Foi assim o 2020 de Selena Gomez.

Vemos Selena Gomez mover-se de maneira muito natural por sua ampla e invejável cozinha. Seu rosto aparece com pouca maquiagem – ainda que, algumas vezes, ela o complemente com um batom vermelho que realça suas feições -. Diversas câmeras foram colocadas em todos os ângulos de sua cozinha para obter tomadas pessoais. Sem diretores, cinegrafistas ou maquiadores, “Selena + Chef” é o nome do programa de culinária para a HBO Max que lançou em meados de 2020 em meio a uma crise sanitária. Ela é agora capa da edição de Dezembro-Janeiro.

Sim, a pandemia pode ter feito com que ela fique em casa, mas isso não significa que seu trabalho e influência permanecessem ali. E não é que a cantora Selena Gomez está somente pondo a prova seus talentos culinários. O oposto. “Selena + Chef” tem todos os matizes da atriz e do que ela se tornou. Dentro dele não é a artista pop que muitos conhecem, é algo mais. Muito mais, eu diria. A atriz, cantora, produtora e empreendedora se põe na frente de câmera e conversa com diversos chefes e aprende (e ensina ao público) a cozinhar. Mas o assunto não acaba aí. Em cada programa, a famosa anfitriã doa $10 mil dólares a uma causa de caridade definida. É então quando entra em jogo a verdadeira Selena Gomez.

Selena Gomez sobre a importância da saúde mental

“Certifiquem-se de pegar o telefone e ligar com frequência”, é seu conselho quando pergunto sobre a mensagem de esperança que ela daria a todas aquelas famílias que tem vivido separadas por causa da COVID-19. “Temos que ter certeza de estarmos cientes não só de nossa família, mas de nossos amigos. A gente se sente solitária e isolada, e uma simples chamada para perguntar como estão é de grande ajuda”, acrescenta. E esse tema é particularmente pessoal para ela. Quando dizem que as experiências nos criam, Selena Gomez é um grande exemplo disso. Sua carreira começou aos setes anos em um programa infantil e desde então nunca parou. No entanto, diagnósticos médicos como o lupus – doença autoimune que ela foi diagnosticada em 2013 – que resultou em um transplante de rim, ou seu transtorno bipolar tem caminhado paralelamente a sua carreira, abrindo – sem dúvidas – uma perspectiva diferente.

2020 parece ter lhe ensinado muitas coisas que fazem a compositora de “Bad Liar” se sentir orgulhosa. Quando o movimento “Black Lives Matter” (Vidas Pretas Importam) golpeou a realidade dos EUA e do mundo, Selena decidiu entregar sua conta do Instagram a vozes afrodescendentes não só com a intenção de educar seus seguidores, como também ela mesma, segundo o que ela conta. Aquela posição segue um caminho consistente de tomar partido por temas que verdadeiramente a preocupam e geram a necessidade de levantar sua voz. Se isto tem representado um desafio, ela é clara: “Foi quando eu era mais jovem porque, sinceramente, estava encontrando minha própria voz e tentando esclarecer quem eu era e quais eram minhas crenças. Quando encontrei, senti que era uma responsabilidade usar minha plataforma de maneira significativa”, ela diz.

Portanto, alguns de seus projetos como produtora se referem a questões pessoais e íntimas. A potencial polêmica não a impediu e, em 2017, se anunciava como produtora executiva de “Os 13 Porquês”, uma série para adolescentes e pais que abordou temas como suicídio, saúde mental e o consumo de drogas nos jovens. Mais tarde, em 2019, “Living Undocumented” – uma série documental da Netflix que acompanha 8 famílias imigrantes de diferentes origens enfrentando a deportação – saiu com seu nome no meio. Naquela época, ela afirmou para a TIME que “como mulher mexicana-norte americana, sinto uma responsabilidade de usar minha plataforma para ser uma voz para as pessoas que têm muito medo de falar”. Ambos os projetos revelaram sua sensibilidade à vulnerabilidade de muitos jovens e famílias nos EUA e sua intenção de contribuir para gerar mudança.

Selena Gomez lança uma linha de beleza: Rare Beauty

Selena Gomez soube aproveitar sua plataforma e influenciar para falar de temas que a emocionaram. Quando há alguns anos ela tirou um tempo para lidar com suas complicações de saúde, a indústria toda se perguntava onde ela estava. Sua resposta foi introspectiva. Agora, se voltou uma fiel defensora da saúde mental. E como prova, no início de 2020, lançou sua merca de beleza, Rare Beauty. “Desde o começo, quando conversei sobre a criação de uma empresa de cosméticos, era importante para mim que fosse mais que uma marca de beleza. Sabia que a saúde mental estaria a frente de nosso propósito. Tenho estado aberta sobre minhas lutas pessoais de saúde mental e me vi afetada por sentir menos. Por meio de minha abertura, tenho ouvido muitos jovens que também lutam e isto é algo que toca profundamente em meu coração. Espero que possamos empoderar a comunidade de Rare Beauty para desafiar as regras de beleza trazendo a tona conversas positivas sobre auto aceitação e saúde mental”, conta.

Então, nos últimos anos ela tem aderido a esse forte discurso em suas redes sociais. Em outros momentos, tem sido sincera em sua tendência de desintoxicação das redes sociais e em não acreditar em tudo o que é postado ali. Por isso é que “a visão da Rare Beauty é criar um espaço seguro e acolhedor que apoie o bem-estar mental de acordo com a idade, identidade de gênero, orientação sexual, raça, antecedentes culturais, capacidade física ou mental e perspectiva. Por isso decidimos que necessitávamos lançar não menos do que 48 tons de bases e corretivos. Queria ter certeza de que todas as pessoas que formam parte da comunidade de Rare Beauty se sintam representadas”, acrescenta. No entanto, sua visão não parou aí.

Além da linha de beleza, Selena anunciou a Rare Impact Fund, com o qual considera que poderá ajudar muitas pessoas. “Queremos diminuir o estigma associado a saúde mental, falar sobre a epidemia de solidão crônica e dar às pessoas acesso aos recursos que elas precisam para cuidar de seu bem-estar mental. Nosso objetivo é arrecadar $100 milhões de dólares durante os próximos 10 anos para ajudar a conectar pessoas aos serviços de saúde mental, especialmente as comunidades carentes”. E, para isso, a empresa também anunciou a criação de um conselho interno composto por líderes e profissionais dos campos da saúde mental, filantropia, entretenimento, meios de comunicação, academia e beleza, que ajudarão a guiar sua estratégia a longo prazo.

Selena Gomez e seu ativismo político

Esta jovem nascida no Texas – que é a terceira geração de uma família mexicana-norte americana – parece ter decifrado seu propósito. Ao lembrar como sua tia e seus avós cruzaram a fronteira entre México e EUA escondidos na traseira de um caminhão, é muito aberta sobre o orgulho de sua herança mexicana e sua postura como defensora dos direitos dos imigrantes nos EUA. “A família é tudo para mim. Sou muito próxima de minha família; meus avós moram comigo e eu não faria de outra forma. Em minha família, lutamos muito e amamos ainda mais. Eu adoro quando as pessoas dizem que seus amigos são a família que você escolhe, mas sua família é a família com quem está ligado e acho que às vezes isso traz outros desafios, mas ao mesmo tempo traz uma sensação de história e conexão que não se pode replicar”.

No marco das eleições presidenciais dos EUA, Selena se mostrou muito ativa. Reconhecendo que no passado ela não tinha muito educada sobre a importância do voto (especialmente do voto latino) e que em 2016 ela não votou por se encontrar em um momento emocionalmente complicado, esse ano as coisas mudaram. Selena participou energicamente de conversas para promover isso. Sua voz cultivada e sensível atingiu uma força notável. Quando pergunto qual é o papel que ela se vê tomando nesse mundo considerando o que ela tem vivido, penso na maturidade com que me respondeu: “Essa é a questão, todos nós estamos moldados pelas circunstâncias e não tenho certeza de que o futuro será assim para mim, já que a evolução de nossas vidas não é previsível. O que eu espero é continuar sentindo curiosidade pela vida, desafiar a mim mesma e aprender com meus erros (que são muitos)”, encerra.

A VOGUE também liberou um vídeo do ensaio fotográfico feito para a revista:

Fonte: VOGUE México

Tradução e adaptação: Equipe Selena Gomez Brasil

Comments

comments

Siga o Twitter do site para receber
novidades sobre Selena em tempo real
Na nossa página do Facebook, você também
não perde novidades sobre Selena. Curta!
Web status
Criação e desenvolvimento por LIVZZLE e Lannie.D
© 2020 - Selena Gomez Brasil