Postagem por:
Julia Brum
20 dez.2020

Mesmo sendo lançado no comecinho de 2020, Selena Gomez e seu aclamado disco “Rare”, não deixaram de aparecer em algumas listas dos melhores álbuns deste ano. Citado por grandes nomes como Rolling Stones e a Billboard, o SGBR juntou todas as listas que o terceiro álbum de Selena e seus outros projetos apareceram. Confira:

Disco “Rare”

Billboard – Melhores Álbuns Pop de 2020 – “Rare”

Colocação: Sem colocação

“Ah, a liberdade de não ter mais drama e um single número 1 em seu bolso de trás. Gomez conquistou seu primeiro topo na HOT 100 no final de 2019 com o exorcismo da separação “Lose You to Love Me”, e você pode sentir o peso subsequente do restante do “Rare”, um álbum de alegria desimpedida que é, sim, raro de lançamento da estrela do pop em 2020 que poderia ser precisamente descrito como casual. “É tão bom dançar de novo”, diz uma das letras, e a queda que se segue não é uma catarse explosiva de ‘alto nível’, mas mais como sorrisos, como se fosse uma dança onde ninguém está olhando. Tem sido longos anos sob os holofotes para Selena, mas mmm mmm mmmm, olhe para ela agora.”

Rolling Stone – Melhores álbuns de 2020 “Rare”

Colocação: #24

“Faz cinco anos desde que Selena lançou o “Revival”, um dos álbuns sobre separação mais marcantes da última década. Em “Rare”, ela vai ainda mais sob uma perspectiva adulta mais ácida, furiosa com todas as horas de sua juventude que ela gastou cuidando de parasitas emocionais. (Claramente ficcionais, com certeza) Mesmo em despedidas divertidas como em “Cut You Off” e “Rare”, é libertador ouvir Gomez libertar-se de seus anos ruins como se fossem torradas queimadas. “Rare” foi apenas um dos destaques dela em 2020 – ela se tornou uma Júlia Child do nosso tempo com a série de cozinha da quarentena, “Selena + Chef””.

*Julia Child foi uma apresentadora de programa de culinária e autora de livros de culinária que faleceu em 2004.

The Guardian – Melhores álbuns de 2020 – “Rare”

Colocação: #45

“Considerando as origens dramáticas de seu terceiro álbum – lupus, um transplante de rim, separação de Justin Bieber e The Weeknd, reabilitação para cuidar de sua saúde mental – Gomez poderia ter justificamente lançado uma hora de derramamento de sangue de intensidade igualmente alta, mas “Rare” segue a máxima “quando está quente, escreva frio”. Além da balada destruidora “Lose Tou to Love Me”, é confiantemente serena, tomando a estranheza auxiliada pelo take de seu single de 2017 “Bad Liar” como modelo. A frequente muito divertida Gomez se destaca em beijos vocais ágeis, que ela envolve em padrões satisfatoriamente percursivos: o refrão de “People You Know” parece dobrar-se em si mesmo como origami; era de se esperar que “Vulnerable” explodisse em uma batida espalhafatosa, mas ele retribui a Gomez acariciando cada sílaba da palavra, como se exibisse suas próprias costuras”

Glamour – Melhores álbuns de 2020 – “Rare”

Colocação: Sem colocação

“Selena Gomez está em seu melhor quando ela é honesta. Nós vimos isso quando ela lançou a balada cativante “Lose You to Love Me” no final de 2019 e ganhou seu primeiro número 1 na Billboard Hot 100. Ela continua sua história em “Rare”, que mostra um ícone jovem na casa dos seus 20 anos abandonando o artifício de plástico de Hollywood e abraçando quem ela é. Sem sinos. Sem assobios. Apenas transparência desenfreada e não filtrada. A produção de “Rare” é propositadamente sem complicações e muda para manter os ouvintes de Gomez focados em sua mensagem – em sua reflexões sobre recuperar a felicidade, questionar um novo amor e lutar contra a insegurança. É um pop confessional bem feito”

The Things – Melhores álbuns de 2020 – “Rare”

Colocação: Sem colocação

“Depois de uma longa batalha contra o lupus e transtorno bipolar, bem como as notícias agridoces sobre o casamento de seu antigo romance Justin Bieber com Hailey Baldwin, Selena Gomez definitivamente tinha muitas coisas para dizer em sua música. “Rare”, lançado em 10 de janeiro, lida com os temas de auto aceitação (Lose You to Love Me), empoderamento (Look at her Now), aceitação, voltar a se apaixonar e muitos outros”

Nylon – Melhores álbuns de 2020 – “Rare”

Colocação: Sem colocação

“Lançado em janeiro, “Rare” de Selena Gomez se tornou o disco pop peculiar o qual eu voltaria durante todo o ano.”

People – Melhores álbuns de 2020 – “Rare”

Colocação: #5

“Gomez deixou sua dor no passado numa trilha sonora de amor próprio”

Pop Crush – Melhores álbuns de 2020 – “Rare”

Colocação: Sem colocação

“Rare” de Selena Gomez é um lançamento de definição de carreira e um dos melhores álbuns pop em anos recentes. A cantora mostra seu crescimento artístico, tanto vocal quanto liricamente, bem como entrega aos fãs um mergulho profundo em sua vida pessoal e como ela migrou de uma decepção amorosa para o amor próprio. Apesar do single destaque ser “Lose You to Love Me” – uma balada poderosa sobre se recuperar no fim de um relacionamento – o resto do “Rare” é maravilhosamente esperançoso”

Buzzie – Melhores álbuns de 2020 “Rare”

Colocação: Sem colocação

“Selena Gomez não decepcionou com esse álbum, em fevereiro (lembram de fevereiro?). A música de abertura foi intitulada “Boyfriend” e os fãs presumiram que era uma música sobre seu longo relacionamento vai-e-vem com Justin Bieber, que se casou com Hailey Baldwin não tanto tempo atrás.
A letra dizendo que ‘Eu quero um namorado, me diga tem algum bom sobrando? Continuo encontrando os ruins’ eram o pop drama que precisávamos este ano, e por isso somos gratos.
O álbum também traz os sucessos “Lose You to Love Me” e “Rare”, que realmente mostrou que Gomez não estava para brincadeira nesse álbum. Realmente vale a pena ouvir se você não dedicou muito tempo a ele quando foi lançado”

UPROXX – Melhores álbuns de 2020 – “Rare”

Colocação: #30

“Nos meses anteriores ao desmoronamento do mundo, Selena cantou para nós sobre seu renascimento. “Rare” é uma declaração de independência de uma artista que tem estado em codependência e lidando com as pressões da fama desde que ela era criança. Chegar à idade adulta necessariamente significava encarar aqueles dois demônios, e ela faz isso com letras idiossincráticas, performances vocais excelentes e ganchos de orelha a orelha. É um passo mais próximo para um álbum clássico absoluto que Selena tomou”

Pitchfork – Melhores álbuns de 2020 segundo os leitores – “Rare”

Colocação: #34

Álbuns mais pesquisados no Google em 2020 – “Rare”

Colocação: #3

Álbuns mais pesquisados no Google Brasil em 2020 – “Rare”

Colocação: #1

Músicas

Rolling Stone – Melhores músicas de 2020 – “Cut You Off”

Colocação: #11

“Selena acrescenta seu gim e suco metafóricos com mais sal do que nunca. Em “Cut You Off”, ela revela um romance ruim que ela tem arrastado por “1.460 dias”. (Quase tanto tempo quanto estávamos esperando pelo próximo álbum de Lorde. Mas quem está contando?) Em “Cut You Off”, Selena fumegou seu caminho através de um corte de cabelo de término, sobre aquela batida de bateria de rock dos anos setenta. Excelente solo de guitarra também – em um ano cheio de tributos a Fleetwood Mac, Selena foi quem bateu na subestimada era de Bob Welch do início dos anos 1970, por volta de Mystery to Me, que é uma macologia de próximo nível. E se isso não for suficiente para torná-la uma artista consolidada e versátil: houve também seu programa de culinária em quarentena do Netflix, ‘Selena+Chef’, onde ela aprende como se locomover em uma cozinha que admite nunca ter usado antes.”

Rolling Stone – Melhores músicas de 2020 – “Ice Cream”

Colocação: #19

“Jisoo, Rosé, Lisa e Jennie ajustam uma tradição clássica do grupo feminino: o canto de pular corda no playground. A canção lembra “Iko Iko”, “I Want Candy” e “Hollaback Girl”, ou ainda mais a “Miss Mary Mack” ou “Miss Lucy Had a Steamboat”. As garotas apaixonadas de Blackpink – o maior grupo feminino do mundo – dão um toque K-pop amigável para sobremesas, com a ajuda de Selena e a co-escritora Ariana Grande. Detalhe de produção brilhante: a maneira como o gancho de sintetizador zumbe como uma corda de pular, para aquele ambiente “Double Dutch”.”

Rolling Stone – Melhores colaborações de 2020 – “Ice Cream”

Colocação: Sem colocação

“A participação de Blackpink no álbum ‘Chromatica’ de Lady Gaga em março foi uma surpresa inesperada tanto para BLINKS quanto para Little Monsters, mas “Sour Candy” foi apenas um teaser para coisas maiores por vir. Em agosto, Blackpink recrutou ninguém menos que Selena Gomez para “Ice Cream”, um bop infeccioso de verão que se tornou um sucesso instantâneo no álbum de estréia do grupo feminino, ‘The Album’ – e um novo favorito para o fandom. Enquanto Blackpink invadiu as paradas com sua marca de canções com letras que jogam na sua cara, agressivas, batidas de beat-heavy, “Ice Cream” apresentou um lado mais suave e sutil do grupo, com duplo sentido divertido. As vozes das garotas combinam perfeitamente com a de Gomez, igualmente recatada e sedutora, enquanto se mantêm com a princesa pop reinante. Blackpink nunca precisou do selo de aprovação de ninguém para ter sucesso, mas ter Gaga e Gomez co-assinando no mesmo ano foi um longo caminho para expor o grupo a um público maior (vale a pena notar: o álbum também apresenta uma faixa com Cardi B ). “Ice Cream” por si só era um mashup delicioso de hip-hop alegre e ganchos chiclete – mas colocar Gomez na pista com um dos maiores grupos femininos do mundo, o deixou ainda mais doce.”

Idolator – Melhores músicas de 2020 – “Vulnerable”

Colocação: #3

“Três meses se passaram e eu ainda ouço o “Rare” de Selena Gomez sem parar. Muitas canções mereciam um lugar nesta lista (“People You Know”, “Ring” e “A Sweeter Place” para quem ainda não ouviu), mas “Vulnerable” é a joia principal desta excelente obra.”

Idolator – As canções mais subestimadas do ano – “Boyfriend”

Colocação: #1

“De todas as canções lançadas em 2020 que mereciam encontrar um público maior, “Boyfriend” de Selena Gomez é a que se destaca. Esse banger inegável sobre – você adivinhou, querer um namorado – é uma emoção completa. Letras inteligentes, produção peculiar e um visual completamente de tirar o fôlego fazem deste um clássico pop perdido.”

Idolator – As canções mais subestimadas do ano – “Ice Cream”

Colocação: #19

De certa forma, “Ice Cream” foi um grande sucesso. Ele alcançou o top 20, se tornando o maior sucesso do grupo K-Pop até agora, e acumulou mais de 500 milhões de visualizações no YouTube. No entanto, uma música tão cativante merece o top 10. Pelo menos.

Billboard – Melhores Músicas de 2020 – “Rare”

Colocação: #30

“O terceiro álbum de estúdio de Selena Gomez com o mesmo nome é um mar cintilante de perfeição pop exigente, mas sua faixa-título consegue ser um diamante de esperança entre outras joias. Gomez canta descaradamente sobre o amor próprio, ao mesmo tempo em que lembra os objetos em potencial de sua afeição que ela deve ser apreciada como a joia que é: “Eu não tenho tudo / Não estou reivindicando / Mas eu sei disso, eu sou especial.”

Billboard – Melhores Músicas de 2020 – “Ice Cream”

Colocação: #74

“O grupo feminino de K-pop Blackpink conseguiu seu primeiro hit top 20 na Billboard Hot 100 com esta prazerosa colaboração com Gomez. Com a mistura congelada sobre a qual estão cantando, a música é um deleite saboroso. O som extremamente limpo e borbulhante do álbum desmente suas letras sexy, incluindo uma ou duas linhas que são surpreendentemente R-rated para um veículo PG-13. O melhor duplo sentido da música: “Você pode mergulhar duas vezes porque eu sei que você gosta de mim.”

The Associated Press – Melhores Músicas de 2020 – “Ice Cream”

Colocação: #10

“As estrelas do K-pop, BLACKPIN, surgiram com este trap-pop bop que era tão doce e irresistível quanto sorvete.”

Elle MagazineMelhores Músicas de 2020 – “Cut You Off”

Colocação: #14

“Uma mente bêbada fala sobre seus pensamentos sóbrios, certo? Se escondendo atrás de alguns drinks, Selena Gomez dá um beijo final para um antigo amante depois de finalmente perceber que o amor que ela achou que algum dia eles compartilhavam, não era realmente amor”.

Pitchfork – Melhores músicas de 2020 segundo os leitores – “Ice Cream”

Colocação: #84

iHeart Radio – Canções mais subestimadas de 2020 – “Crowded Room

Colocação: Sem colocação

Clipes

Billboard – Os 25 melhores clipes de 2020 – “Boyfriend”

Colocação: #12

“Alex Russo vive! Selena Gomez remonta a seus dias de feiticeira no vídeo para esta versão da edição deluxe de Rare, usando uma poção mágica para transformar todos os seus encontros chatos em sapos. Enquanto Gomez tenta subverter a história dos contos de fadas, não se surpreenda quando a batida discreta, mas hipnótica, entrar em sua cabeça.”

Billboard – Os melhores clipes de 2020 – “Ice Cream”

Colocação: #9

“Sentir-se bem não é uma boa descrição para “Ice Cream” de BLACKPINK e Selena Gomez. Este é um sonho diurno com cores doces, fantasias fofas, coreografias e um caminhão de sorvete.”

Tradução e adaptação: Equipe Selena Gomez Brasil

Comments

comments

Siga o Twitter do site para receber
novidades sobre Selena em tempo real
Na nossa página do Facebook, você também
não perde novidades sobre Selena. Curta!
Siga-nos no Instagram para fotos, vídeos e
entretenimento sobre Selena e o site
Web status
Criação e desenvolvimento por LIVZZLE e Lannie.D
© 2020 - Selena Gomez Brasil