Postagem por:
Julia Brum
31 jan.2021

Após Selena Gomez anunciar o lançamento de seu primeiro EP em espanhol, houveram várias questionamentos sobre a cantora e suas origens. Filha do estadunidense-mexicano Ricardo Joel Gomez e da estadunidense Amanda Cornett, a cantora foi batizada com seu nome em homenagem ao ícone latino, Selena Quintanilla-Pérez, da qual seus pais eram muito fãs.

Com pai e avós mexicanos, Selena foi criada com a influência da cultura latina, tendo feito sua própria Quinceañera e entendendo a língua castelhana desde de sua infância, apesar de não falar fluentemente. Em sua carreira, a cantora já lançou várias musicas em espanhol, além de já ter produzido um álbum latino em 2014, apesar de ter sido engavetado devido a mudança de gravadora.

Na coluna de hoje, o SGBR juntou 10 vezes em que Selena demonstrou ter orgulho e falou sobre sua descendência mexicana durante a sua carreira:

OS FEITCEIROS DE WAVERLY PLACE – 2008

Sucesso mundial do Disney Channel, o primeiro trabalho a dar destaque para Selena foi a série “Os Feiticeiros de Waverly Place“, onde a artista interpreta a feiticeira Alex Russo. Com o pai de sua personagem sendo italiano e sua mãe mexicana, a obra abordou algumas vezes sobre a herança hispânica da personagem principal, principalmente no vigésimo episódio da primeira temporada.

Batizado como “Quinceanera”, tradicional festa de 15 anos que representa a transição de garotas latinas para a adolescência, o episódio foca na importância das tradições da cultura mexicana e sobre dar valor as suas origens e família.

MÚSICAS EM ESPANHOL COM O THE SCENE E ÁLBUM ENGAVETADO – 2010, 2011, 2013, 2014

Desde de início de sua carreira, Selena Gomez sempre demonstrou interesse de gravar um álbum em espanhol. A cantora já falou sobre o assunto em diversas entrevistas e durante sua carreira com o The Scene, ela gravou algumas versões de suas canções em espanhol com o grupo, sendo estas:

Selena Gomez & The Scene – Un Año Sin Lluvia (Versão em espanhol de “A Year Without Rain”)

Selena Gomez & The Scene – “Fantasma Do Amor” (Versão em espanhol de “Ghost Of You”)

Selena Gomez & The Scene – Dices (Versão em espanhol de “Who Says”) 

Selena Gomez & The Scene – “Más” (Versão em espanhol de “More”)

Além de versões em espanhol de suas próprias músicas, em 2013, a cantora também colaborou com o dominicano-estadunidense Prince Royce, além de participar de um disco póstumo da cantora Selena Quintanilla-Pérez.

Prince Royce & Selena Gomez – Already Missing You

Selena Gomez, Selena – Bidi Bidi Bom Bom

No inicio da última década, a cantora também afirmou em algumas entrevistas que estava gravando e produzindo um álbum espanhol. Apesar de nenhuma confirmação sobre o que aconteceu com o disco, os rumores apontam que o álbum foi engavetado após a mudança de Selena para sua atual gravadora. Também é possível facilmente achar trechos de Selena cantando uma versão em espanhol do hit “Naturally“, apesar de nunca ter lançado uma versão em estúdio da música.

MÚSICAS COM INFLUÊNCIA LATINA – 2013, 2015, 2018, 2019, 2020

Mesmo descartando seu disco em espanhol após a mudança de gravadora, Selena não se afastou de suas origens, mantendo elementos da cultura latina em seus trabalhos solos. Desde do inicio do “Stars Dance“, a cantora lançou diversas canções com ritmos latinos, como “Like A Champion“, “Body Heat“, “Me & My Girls“, “Ring” e “Let Me Get Me“.

TAKI TAKI – 2018

Um dos maiores marcos da carreira de Selena, em 2018, a cantora lançou “Taki Taki“, canção de DJ Snake em parceria com Ozuna e Cardi B. Sucesso mundial, a canção atingiu o topo de 15 países e acumula mais de 3 BILHÕES de streams, sendo 2 bilhões somente no YouTube. O delicioso reggaeton mostra Selena cantando em inglês e em espanhol e ainda rendeu uma icônica performance no Coachella, fazendo da cantora a artista mais comentada daquela noite no Twitter.

REVISTA DAZED – 2019

Em 2019, Selena deu uma entrevista para fãs e artistas pela revista Dazed. Ao ser perguntada pelo cantor porto-riquenho Bad Bunny se ela sente que representa os latinos mesmo cantando suas músicas em inglês, Selena respondeu: “Mil por cento de certeza. Eu sempre sou muito aberta com relação a minha descendência, até falar sobre imigração e sobre meus avós terem cruzado a fronteira de forma ilegal. Eu não teria nascido caso eles não viessem pra cá. Eu tenho tanto respeito e apreciação pelo meu último nome. Eu lancei muita música em espanhol e isso será algo que acontecerá com ainda mais frequência. Então há muito mais que eu gostaria de fazer porque eu não faço isso com descuido, eu tenho muito orgulho.”

LIVING UNDOCUMENTED – 2019

Em outubro de 2019, Selena lançou a série documental “Living Undocumented“, em parceria com o serviço de streaming, Netflix. Aclamado por grandes veículos como o The Guardian e tendo 100% de aprovação da crítica no Rotten Tomatoes, o projeto trouxe Selena como produtora executiva e contou com seis episódios, acompanhando a vida de oito famílias que imigraram para os Estados Unidos.

TEXTO SOBRE A CRISE MIGRATÓRIA DOS EUA PARA A TIME – 2019

Em outubro de 2019, Selena escreveu um manifesto para o renomado veículo TIME sobre a crise migratória dos Estados Unidos, falando sobre a experiência de sua família ao mudar de país. Durante o texto, Selena conta sobre as dificuldades de sua tia e de seus avós, que atravessaram a fronteira ilegalmente para que seu pai e ela pudessem nascer cidadãos estadunidenses: “O medo não impediu minha tia de entrar na traseira do caminhão. E, por isso, sempre serei grata.”

REVISTA ALLURE – 2020

Em outubro de 2020, Selena nos agraciou com lindas fotos para a revista Allure. Além das imagens terem referências ao ícone mexicano, Frida Kahlo, a cantora também falou sobre experiências pessoais com discriminação em sua infância, as duas quando ela estava com seu pai, Ricardo: “Estava no Texas,” Selena diz. “Eles usavam um termo depreciativo [para se referir] ao meu pai, e eu apenas lembro que ele falava ‘não diga nada, não faça nada.”

PREMIAÇÃO DA CASA BRANCA SOBRE A CULTURA HISPÂNICA – 2020

No final do último ano, Selena foi homenageada pela Casa Branca no Spanish Heritage Awards. Honraria que celebra a cultura hispânica nos Estados Unidos, a cantora foi exaltada com o Arts Award, devido ao seu impacto na cultura norte-americana e global através de sua música e filmes, mas também por ser porta-voz em assuntos relacionados a saúde mental.

HOMENAGEM DO GRAMMY LATINO – 2020

Em outubro do último ano, foi anunciado que Selena seria homenageada pelo Grammy Latino como uma das “Leading Ladies of Entertainment”, “Mulheres Líderes do Entretenimento” em tradução literal. O evento, que tem como objetivo reconhecer mulheres que tiveram grande contribuição para a indústria de artes e entretenimento no ano, falou sobre a influência da cantora: “Ela usou sua plataforma para falar de causas sociais durante sua carreira e produziu o aclamado documentário da Netflix “Living Undocumented”, que gerou exposição e discussão muito necessárias sobre o problema da polarização”

Bônus:

REVELACÍON – 2021

Mimando os selenators já no início do ano, Selena finalmente está realizando seu sonho de lançar seu projeto em espanhol. Com os singles “De Una Vez” e “Baila Conmigo“, a cantora falou um pouco sobre o EP que será lançado em março deste ano para ETimes: “(É sobre) abraçar minha herança como uma orgulhosa latina. Quero mergulhar na cultura e é importante unir forças com alguns dos criadores latinos mais influentes da indústria para comunicar a visão mais pura possível. ”

Texto: Equipe Selena Gomez Brasil


Comments

comments

Siga o Twitter do site para receber
novidades sobre Selena em tempo real
Na nossa página do Facebook, você também
não perde novidades sobre Selena. Curta!
Siga-nos no Instagram para fotos, vídeos e
entretenimento sobre Selena e o site
Web status
Criação e desenvolvimento por LIVZZLE e Lannie.D
© 2020 - Selena Gomez Brasil