Postagem por:
Carol Weber
07 set.2021

Lançado na manhã deste 7 de setembro, o 4º episódio de “Only Murders in the Building” traz o trio principal suspeitando que o assassino seja um famoso morador do prédio, os fazendo ir em busca de uma famosa apresentadora de podcast para mais dicas.

Veja a resenha dos três primeiros episódios

EPISÓDIO 4 – THE STING (A PICADA)

Após um chocante final no terceiro episódio, voltamos ao mundo de “Only Murders in the Building” com a segunda aparição de Cinda Canning na série. Interpretada por Tina Fey, ela aparece misteriosa em seu estúdio como narradora deste episódio, elemento sabiamente utilizado pelos escritores para apresentar personagens fora do círculo central. De volta ao Arcônia, Charles está solitário e cercado por Pernalonga e Gaguinho, Oliver desesperado para salvar a vida sua cachorra com a ajuda de seu filho, Will, enquanto Mabel tenta desvendar uma misteriosa nota encontrada que diz: “G.M. Shore Road”.

Seguindo a narrativa de que até o absurdo deve ser considerado, o trio começa a suspeitar do morador mais famoso do prédio, o vocalista Sting, após descobrir que o mesmo perdeu milhões de dólares por conta de fundos de investimento mal gerenciados por Tim Kono. Para chegar até ele, Charles, Mabel e Oliver decidem ir atrás da rainha dos podcasts, Cinda Canning, na esperança de conseguir dicas sobre a melhor forma para obter uma confissão de uma celebridade. Ela, por sua vez, sugere que eles levem algo inesperado e irrecusável para Sting, como, por exemplo, um peru assado, sugestão que eles levam ao pé da letra.

Entre idas e vindas, a série começa a descascar suas camadas ao nos trazer um pouco mais sobre Jan, personagem interpretada por Amy Ryan, que surge como par romântico de Charles. Infelizmente, para frustração de ambos, o primeiro encontro não sai como esperado quando o solitário ex-ator recusa revelar mais sobre seu intrigante passado. Tais acontecimentos trazem um senso de realidade à série e equilibram perfeitamente momentos de cômicos e melancólicos.

Firmes em seu plano principal, o trio segue com um peru assado e a determinação de conseguir uma confissão de Sting. Frustrado, o cantor revela que não está em seu melhor momento emocional e que se sente culpado por ter discutido com o falecido pouco antes de sua morte. Aliviado, ele encerra a conversa ao descobrir que o trio desconfia que Tim Kono tenha sido assassinado. Oliver e Charles destacam-se na cena, um por deixar evidente ao telespectador sua tentativa de gravar um depoimento e o outro por considerar-se tão famoso quanto Sting.

Como de costume, em seus minutos finais, a série traz grandes revelações e novos mistérios. Charles confessa à Jan o real motivo de seu passado o assombrar na forma de Pernalonga e Gaguinho; um relacionamento que acabou em meio a uma viagem em que ambos personagens eram convidados. Ato que conquista Jan novamente e dá sequência ao romance. Após salvar a vida de Winnie, Will ouve ao podcast e revela ao pai que não somente Mabel passava as férias no Arcônia mas que também era amiga de Tim Kono, o que a torna uma suspeita.

O mistério final fica por conta da mesma, Mabel acredita ter encontrado o significado do bilhete que diz “G.M. – Shore Road” e sai em busca de mais informações, sem perceber que está sendo seguida por um misterioso rapaz de moletom tie dye.

Por Carol Weber

Comments

comments

Siga o Twitter do site para receber
novidades sobre Selena em tempo real
Na nossa página do Facebook, você também
não perde novidades sobre Selena. Curta!
Web status
Criação e desenvolvimento por LIVZZLE e Lannie.D
© 2020 - Selena Gomez Brasil